Honduras amplia sua frota aérea militar

Os Estados Unidos doaram três aeronaves Cessna Grand Caravan a Honduras, como parte do programa de cooperação contínua com este país.
Julieta Pelcastre/Diálogo | 15 janeiro 2019

Relações Internacionais

A Força Aérea de Honduras incorpora à sua frota três aeronaves Cessna 208B Grand Caravan EX, para fortalecer sua capacidade de resposta na luta contra o narcotráfico e nas operações humanitárias. (Foto: Secretaria da Defesa Nacional de Honduras)

A Força Aérea de Honduras (FAH) fortaleceu sua capacidade de resposta em casos de emergências e em missões de combate ao narcotráfico e ao crime organizado, ao incorporar à sua frota aérea três aeronaves Cessna 208B Grand Caravan EX doadas pelo governo dos Estados Unidos. A doação constitui as primeiras aeronaves dessa categoria que o país centro-americano já recebeu.

Os aviões turbo-hélices de alto rendimento foram adquiridos através do Programa de Vendas Militares para o Exterior do Departamento de Estado dos EUA, que administra a aquisição de equipamentos militares, bem como o treinamento para a sua utilização em Honduras. Duas das aeronaves foram entregues em agosto e dezembro de 2015 e a última em dezembro de 2018. Os Estados Unidos são os provedores da maior parte dos equipamentos de defesa aérea do país centro-americano.

“A incorporação dessas aeronaves ampliou as capacidades operacionais da frota aérea militar e abriu novos campos, onde a aviação militar do nosso país não tinha capacidade real de operação. No passado, a Força Aérea cumpria apenas missões do tipo CasEvac [traslados de pacientes] em uma aeronave que não era configurada para ser uma ambulância aérea”, disse à Diálogo o Tenente Brigadeiro do Ar José Luis Sauceda, comandante geral da FAH. 

Múltiplas operações

Os militares do ar realizam múltiplas evacuações aeromédicas (MedEvac, em inglês) nas aeronaves doadas pelos Estados Unidos. Além disso, cumprem missões de socorro em casos de desastres naturais, ajuda humanitária e outras emergências no país e na América Central, bem como participam de missões de reconhecimento em áreas afetadas por inundações e incêndios florestais, além de efetuar transporte de equipamentos e membros das Forças Armadas.

Desde que chegaram ao país, as aeronaves fortaleceram o Programa Alas para a Saúde, que já beneficiou 336 pacientes provenientes de localidades afastadas e de difícil acesso, como Gracias a Dios, Lempira, Manto e Olancho. Graças à doação, uma pessoa ferida agora pode ser trasladada de uma região remota para a capital hondurenha em aproximadamente 45 minutos.

Os Cessna Grand Caravan doados pelo governo dos Estados Unidos à Força Aérea de Honduras beneficiam a população das regiões remotas, principalmente nas evacuações médicas. (Foto: Secretaria da Defesa Nacional de Honduras)

O Ten Brig Ar Sauceda comentou que os equipamentos aéreos doados fortalecem as operações contra o tráfico de drogas, o crime comum e o organizado e outros delitos, principalmente nas zonas remotas onde a ação criminosa utiliza pistas clandestinas para introduzir drogas no país. Através da implementação de um escudo aéreo, terrestre e marítimo, as Forças Armadas de Honduras destruíram, em 2018, 61 áreas clandestinas de pouso, ultrapassando em mais de 95 por cento o trabalho realizado em 2017.

“Agradecemos aos Estados Unidos por esse grande gesto que tiveram para com o nosso país”, disse à imprensa o ministro da Defesa de Honduras Fredy Santiago Díaz Zelaya. “Isso nos permite continuar servindo à nossa população. Sabemos que estamos em uma luta frontal contra o narcotráfico e só unidos poderemos combater esse crime.”

O apoio significa um avanço muito importante sob vários pontos de vista. “Em primeiro lugar, ele nos permite realizar missões de MedEvac, que fortalecem as funções e missões constitucionais da instituição”, destacou o Ten Brig Ar Sauceda. “Do ponto de vista aeronáutico, significa o acesso da Força Aérea de Honduras às aeronaves automatizadas, que em curto prazo serão um padrão a nível mundial. Em outras palavras, com essa doação pudemos nos colocar na vanguarda da tecnologia aeronáutica da região.”

Condição crítica

“Os Cessna Grand Caravan são, sem dúvida, uma das melhores aquisições da Força Aérea nos últimos tempos”, disse à Diálogo o Capitão Oscar Josué Elvir Vásquez, piloto instrutor e oficial de segurança de voo da FAH. “Assim temos a oportunidade de operar uma das aeronaves mais importantes de sua categoria, reconhecida e operada mundialmente com um padrão de segurança muito elevado.”

O Cap Vásquez disse que as aeronaves operam de dia e de noite com a mais moderna tecnologia aeronáutica, que permite que os tripulantes mantenham um alto grau de consciência situacional durante todo o voo. “Essas aeronaves salvam a vida de muitos compatriotas”, acrescentou.

Por exemplo, há alguns anos a ilha Roatán não tinha ambulância terrestre nem aérea. Graças às novas aeronaves, os pacientes podem ser trasladados para hospitais de San Pedro Sula em 10 minutos. “É hora de agradecer aos militares do ar em nome do povo por esse serviço”, disse o presidente Juan Orlando Hernández, na cerimônia de entrega da terceira aeronave. “O principal recurso com o qual a Força Aérea de Honduras conta é o seu recurso humano, já que temos pessoal qualificado e comprometido com o cumprimento de suas missões”, finalizou o Ten Brig Ar Sauceda.

Compartilhar:
Comente:
Gosta dessa história? Sim 84
Carregando conversa