Guatemala Proíbe Que Duas Pessoas Viagem De Moto Para Evitar Asaltos

O governo da Guatemala decretou que a partir dessa quinta-feira está proibido a duas pessoas viajarem juntas de moto, com o objetivo de combater os assassinatos por parte do crime organizado, que emprega habitualmente duas pessoas em veículos de duas rodas para executarem seus crimes.
WRITER-ID | 10 abril 2009

O governo da Guatemala decretou que a partir dessa quinta-feira está proibido a duas pessoas viajarem juntas de moto, com o objetivo de combater os assassinatos por parte do crime organizado, que emprega habitualmente duas pessoas em veículos de duas rodas para executarem seus crimes.

O diretor geral adjunto da Polícia Nacional Civil (PNC) da Guatemala, Rember Larios, disse que com essa regulamentação se pretende reduzir os crimes cometidos contra motoristas de ônibus e demais pessoas nesses veículos.

“É uma medida urgente e necessária, visto que com o uso de motos aconteceram mortes de motoristas, e com esse acordo se espera reduzir a ação dos criminosos”, afirmou Larios aos meios de comunicação locais.

Assim, o vice-ministro do Interior, Ángel González, explicou que essas regulamentações são parte de um plano integral de segurança nacional, levando-se em conta que a Constituição determina que o Estado garanta a vida e a segurança das pessoas.

A regulamentação modifica vários artigos do Regulamento de Trânsito da Guatemala e estabelece que só uma pessoa pode transitar de moto, com exceção dos agentes da Polícia Nacional Civil (PNC) e da Polícia Municipal de Trânsito (PMT).

Também determina que as motos devem manter suas placas visíveis e os condutores estão obrigados a vestir um colete refletivo, amarelo florescente, com distintivos refletivos verticais e horizontais, e com o número da licença da moto estampado no dorso.

Compartilhar:
Comente:
Gosta dessa história? Sim 41
Carregando conversa