El Salvador inaugura Centro Administrativo e de Treinamento para Emergências

As novas instalações, construídas com oapoio do SOUTHCOM, facilitarão as tarefas de adestramento na assistência em desastres e distribuição de ajuda humanitária.
Lorena Baires/Diálogo | 10 julho 2018

Capacitação e Desenvolvimento

Jean Elizabeth Manes, embaixadora dos Estados Unidos em El Salvador, falou na cerimônia de inauguração do Centro Administrativo e de Treinamento, junto com autoridades máximas civis e militares de El Salvador. (Foto: Gloria Cañas, Diálogo)

Autoridades de El Salvador inauguraram as instalações do Centro Administrativo e de Treinamento para Emergências (CAEE, em espanhol) da Direção Geral de Proteção Civil (DGPCDGPC), em 15 de maio de 2018, graças ao apoio do Comando Sul dos Estados Unidos (SOUTHCOM). O prédio do CAEE, localizado no município de Nejapa, no estado de San Salvador, será a sede para adestrar e padronizar as habilidades técnicas dos profissionais de gestão de desastres no país.

“O investimento de US$ 1,7 milhões é parte das medidas de prevenção que salvarão vidas no futuro”, disse Jean Elizabeth Manes, embaixadora dos EUA em El Salvador. “É um lugar que tem a capacidade, tecnologia e habilidade para enviar pessoal de emergência da maneira mais eficiente”.

O CAEE é um projeto prioritário de preparação ante desastres para o país, pois complementa as competências da DGPC para adestrar os integrantes e dirigentes do Sistema Nacional de Proteção Civil. “Reitero meu agradecimento ao governo dos Estados Unidos e ao Comando Sul por seu apoio ao povo salvadorenho na missão para consolidar o Sistema Nacional de Gestão de Risco e Prevenção de Desastres”, disse Salvador Sánchez Cerén, presidente de El Salvador, no seu discurso inaugural. “O fato de contar com o pessoal de operações e administrativo no mesmo lugar garante a eficiência e a eficácia na proteção ao povo salvadorenho”, enfatizou.

O SOUTHCOM investiu na construção do prédio através do seu Programa de Ajuda Humanitária (HAP, em inglês). “O prédio está equipado com tecnologia de comunicações de última geração que nos permitirá melhorar a coordenação de todas as operações que realizamos”, declarou Jorge Meléndez, diretor geral de Proteção Civil de El Salvador.

“Em 2013, El Salvador nos solicitou assistência para construir um novo prédio para a Proteção Civil, porque seu principal centro de operações foi danificado com os terremotos de 2001”, disse o Tenente-Coronel da Força Aérea dos EUA Hugo Villalobos, representante do Gabinete de Cooperação em Segurança do SOUTHCOM em El Salvador. “Além disto, o acesso à antiga localidade e a capacidade de mobilização diante de emergências eram difíceis.”

Instalações funcionais

As novas instalações contam com uma sala de conferências com capacidade para 100 pessoas, um escritório para tarefas administrativas para 50 pessoas, um depósito para equipamento de treinamento, 16 salas com múltiplas utilidades, cinco recintos multiuso, chuveiros, banheiros, lavanderia, cozinha, salas de reuniões e sala de imprensa. “Decidimos dar este apoio para concentrar todas as operações em um só lugar. Agora existe um centro de [adestramento] e um depósito no mesmo local”, acrescentou o Ten Cel Villalobos. “Haverá capacidades de duplo propósito e capacidades para responder rapidamente em situações de emergência.”

O Centro Administrativo e de Treinamento para Emergências conta com tecnologia de comunicações de última geração para atender a incidentes com rapidez e segurança. (Foto: Gloria Cañas, Diálogo)

A construção do centro começou em agosto de 2016 e terminou em abril de 2018. O prédio foi projetado pelo Corpo de Engenheiros do Exército Sul dos EUA para suportar terremotos, devido à natureza sísmica do terreno. Sua posição estratégica, no centro do país, facilita o transporte dos equipamentos de resgate até as zonas mais vulneráveis. “É importante para o SOUTHCOM entregar essas instalações ao governo de El Salvador porque agora eles terão a oportunidade de trabalhar em melhores condições e sincronizar a capacidade de comunicação com o pessoal de emergências”, garantiu o General-de-Brigada do Exército da Colômbia Juan Pablo Forero, diretor J7/9 de Exercícios e Assuntos de Coalizão do SOUTHCOM.

Sólido compromisso 

O CAEE faz parte do Centro de Operações de Emergência Nacional (COEN), um moderno complexo inaugurado em agosto de 2013 graças à colaboração do SOUTHCOM, com recursos do HAP. Nesse mesmo ano foram construídos também prédios regionais nos estados de Santa Ana, San Vicente e San Miguel, para monitorar as emergências e orientar todas as operações de ajuda à população. O investimento nas obras atingiu US$ 3,3 milhões.

“O investimento integral significou uma mudança nas capacidades de [El Salvador] para a assistência em desastres. Com um COEN moderno e três escritórios regionais, experimentamos um aprimoramento da qualidade nos serviços que prestamos”, garantiu Meléndez.

O HAP trabalha diretamente com as autoridades governamentais da América Central, do Caribe e da América do Sul, para identificar suas necessidades imediatas e fortalecer sua capacidade de resposta diante de crises humanitárias, desastres naturais e provocados pelo homem, como também de iniciativas para mitigar e prevenir enfermidades. O processo consiste em três etapas: construção de prédios, adestramento das autoridades locais para a assistência em desastres e oferta de equipamentos para fortalecer a capacidade de cada país para responder a desastres.

Em outubro de 2014, o HAP proporcionou um sistema de resgate para dois helicópteros UH-1H da Força Aérea Salvadorenha. Além disto, treinou um grupo de oficiais da Unidade Humanitária de Resgate da Força Armada de El Salvador e o pessoal da DGPC em tarefas de busca e resgate aéreo com os equipamentos doados para aumentar sua capacidade de resposta ante desastres regionais.


Compartilhar:
Comente:
Gosta dessa história? Sim 4
Carregando conversa