Chega ao Rio de Janeiro o mais novo Navio-Patrulha da Marinha do Brasil

O Navio-Patrulha Oceânico “Amazonas”, projetado e construído para atender às necessidades de fiscalização de extensas áreas marítimas, contribuirá com os demais navios da Marinha do Brasil na proteção da “Amazônia Azul”.
WRITER-ID | 3 outubro 2012

O Navio-Patrulha Oceânico “Amazonas” chega ao Rio de Janeiro no dia 05 de outubro. (Foto: Marinha do Brasil)

O Navio-Patrulha Oceânico “Amazonas”, projetado e construído para atender às necessidades de fiscalização de extensas áreas marítimas, contribuirá com os demais navios da Marinha do Brasil na proteção da “Amazônia Azul”.

Após atracar nas cidades de Natal (Rio Grande do Norte) e Salvador (Bahia), em setembro, vindo de uma viagem de cerca de um mês de trânsito pela Costa Africana, o Navio-Patrulha Oceânico (NPaOc) “Amazonas” chega ao Rio de Janeiro no dia 05 de outubro, concluindo seu roteiro em direção ao Brasil, depois de incorporado à Marinha, no dia 29 de junho, em Portsmouth, no Reino Unido.

O evento contará com a presença do Ministro de Estado da Defesa, Celso Amorim, e do Comandante da Marinha, Almirante-de-Esquadra Julio Soares de Moura Neto.

O navio, construído pela empresa BAE Systems Maritime – Naval Ships, recebe o mesmo nome da classe em que se enquadra, “Amazonas”, que contará com mais dois de sua classe até 2013: NPaOc “Apa” e NPaOc “Araguari”, todos importantes rios brasileiros. O NPaOc “Amazonas” teve sua construção iniciada em 15 de fevereiro de 2008, com o batimento de quilha em 15 de junho do mesmo ano. Foi lançado ao mar em 10 de fevereiro de 2009 e sua prontificação concluída em setembro de 2010.

A aquisição dos três Navios-Patrulha Oceânicos agrega importante valor para que a Marinha do Brasil possa intensificar as ações de Patrulha e Inspeção Naval, voltadas à segurança do tráfego aquaviário e prevenção da poluição ambiental e, ainda, para o aumento da capacidade de Busca e Salvamento (SAR), ao longo da extensa área marítima sob a responsabilidade do Brasil.

Durante a viagem, de aproximadamente 2 meses, em direção ao Rio de Janeiro, o navio atracou nos portos de Lisboa (Portugal), Las Palmas (Espanha), Mindelo (Cabo Verde), Cotonou (Benim), Lagos (Nigéria), São Tomé e Príncipe, Natal (Rio Grande do Norte – Brasil), Salvador (Bahia – Brasil) e Arraial do Cabo (Rio de Janeiro – Brasil). No Continente Africano, realizou exercícios de demonstração de ações antipirataria e treinamentos de manutenção entre navios com a Guarda-Costeira de Cabo Verde, a Força Naval do Benin, a Marinha da Nigéria e a Guarda-Costeira de São Tomé e Príncipe, além da realização de visitas protocolares e públicas.

Ao chegar ao Brasil, o NPaOc foi preparado para Vistoria de Segurança de Aviação (VSA) em Natal, realizada em sua passagem por Salvador, visando a preparação do navio para operações aéreas. Nessa última cidade, o navio ficou aberto à visitação pública.

Compartilhar:
Comente:
Gosta dessa história? Sim 26
Carregando conversa