Brasil reforça fronteiras contra narcotraficantes

Os contrabandistas esperam, na margem brasileira do Rio Paraná, pacotes de mercadorias não-identificadas lançados a partir da estrada, na Ponte da Amizade.
WRITER-ID | 1 de jul de 2011

Os contrabandistas esperam, na margem brasileira do Rio Paraná, pacotes de mercadorias não-identificadas lançados a partir da estrada, na Ponte da Amizade.

O controle de fronteiras é um dos maiores desafios para o Brasil. Suas fronteiras terrestres percorrem 16.886 quilômetros ao longo de 10 países diferentes. Mais da metade dessas fronteiras está localizada em áreas densas de florestas, o que as deixa vulneráveis ao tráfico ilegal de drogas, armas, contrabando e imigração ilegal.

Para ajudar a combater esta ameaça, o governo brasileiro inaugurou Gabinetes de Gestão Integrada de Fronteira (GGI-F) ao longo do perímetro do país. “O objetivo dos GGI-F é enfrentar de forma articulada o crime organizado nos 11 estados que fazem divisa com outros países”, explicou o Ministério da Justiça. Os GGI-Fs contarão com o apoio do governo federal, administrações estaduais e forças de segurança municipais.

Compartilhar:
Comente:
Gosta dessa história? Sim 10
Carregando conversa