Almirante de Esquadra Tidd reafirma compromisso do SOUTHCOM com El Salvador

O SOUTHCOM está trabalhando "ombro a ombro" com as Forças Armadas de El Salvador (FAES) e fortalecendo sua capacidade para combater gangues e outros criminosos.
Lorena Montserrat Cárcamo Baires | 1 abril 2016

O Almirante de Esquadra Kurt W. Tidd, comandante do SOUTHCOM, visitou o Monumento aos Mortos em Combate do Comando de Doutrina e Educação Militar das Forças Armadas de El Salvador (FAES) durante sua visita ao país, em 25 de fevereiro. [Foto: Embaixada dos Estados Unidos em El Salvador]

O líder do Comando Sul dos Estados Unidos (SOUTHCOM) reafirmou o compromisso do país em continuar trabalhando "ombro a ombro" com as Forças Armadas de El Salvador (FAES) na luta contra a violência gerada pelas gangues e pelo narcotráfico.

“Trabalharemos juntos, compartilharemos as melhores práticas e informações para enfrentar os problemas juntos, porque nenhum país na América do Norte ou na América do Sul tem a capacidade de trabalhar por sua conta”, disse o Almirante de Esquadra Kurt W. Tidd, comandante do SOUTHCOM, durante visita a El Salvador em 25 de fevereiro. “Todos temos de trabalhar juntos.”

Suas palavras levaram confiança e ânimo às FAES, cujos soldados patrulham ruas e bairros em todo o país para combater as gangues e melhorar a segurança. “O Comando Sul sempre nos forneceu recursos e pessoal para fortalecer capacidades em diferentes áreas”, disse o General de Brigada Félix Núñez, chefe do Estado-Maior Conjunto das FAES. “Neste momento, a continuidade desse suporte protegerá nossas forças para continuarem apoiando a segurança da população.”

As tropas salvadorenhas estão trabalhando fortemente para reduzir a violência. De 1º de janeiro a 13 de março de 2016, mais de 1.680 salvadorenhos morreram em situações de violência, uma média de 23 assassinatos por dia. Para responder a com esse desafio, a FAES segue convocando os militares mais experientes para participarem de rigorosos programas de treinamento que lhes permitam confrontar as gangues Mara Salvatrucha (MS-13) e Barrio 18, assim como outros subgrupos.

Muitos desses treinamentos foram conduzidos pelo SOUTHCOM no Centro Regional de Treinamento Contra o Crime Organizado Transnacional (CRACCT, na sigla em espanhol) – um espaço destinado especialmente a compartilhar as estratégias mais bem-sucedidas contra o tráfico de drogas, a lavagem de dinheiro, a ação das gangues e outras atividades criminosas. “O Almirante Tidd expressou sua intenção de seguir fortalecendo as capacidades do CRACOT, onde estamos treinando nossas unidades para lutar contra as estruturas criminosas formadas pelas gangues”, disse o Gen Brig Núñez.

Almirante de Esquadra Tidd homenageia tropas salvadorenhas

Durante sua visita, o Alte Esq Tidd fez uma homenagem aos soldados salvadorenhos mortos em missões de paz e cooperação ao redor do mundo, destacando o profissionalismo de suas tropas e a capacidade de unirem-se a forças internacionais para resguardar a paz mundial. “Desde sua participação nas missões de paz no Haiti e em Mali às operações da coalizão no Iraque e no Afeganistão, El Salvador esteve ao lado de seus parceiros internacionais em apoio à paz e à segurança, às vezes ao custo da perda das vidas de seus jovens e valiosos soldados para proteger os cidadãos indefesos em terras a millhares de quilômetros de distância”, disse o Alte Esq Tidd ao pé do Monumento aos Mortos em Combate, no coração do Comando de Doutrina e Educação Militar das FAES.

As tropas salvadorenhas melhoraram suas capacidades de conduzir missões de paz no exterior com a construção de um moderno complexo de treinamento no Centro de Operações de Paz. A unidade foi financiada com uma doação de US$ 1,3 milhão da Iniciativa Global para Operações de Paz (GPOI), do Departamento de Estado dos Estados Unidos. O GPOI, patrocinado pelo SOUTHCOM, é um programa de assistência que busca melhorar a capacidade internacional de executar com eficácia as operações de apoio à paz da Organização das Nações Unidas.

Missões de manutenção da paz

Atualmente, as FAES apoiam missões de paz com três contingentes: a Força Interina das Nações Unidas no Líbano, a Missão de Estabilização das Nações Unidas no Haiti (MINUSTAH) e a Missão Multidimensional Integrada de Estabilização das Nações Unidas no Mali (MINUSMA). A organização está representada nessas operações por mais de 175 militares, entre oficiais, suboficiais, soldados e pessoal administrativo.

“Agradecemos ao SOUTHCOM por seu apoio incondicional em equipar e treinar os contingentes que a cada ano se unem às operações de paz, incrementando nosso profissionalismo e aumentando capacidades para continuar este esforço pela manutenção da segurança mundial”, destacou o Gen Brig Núñez.

As FAES também agradeceram ao Alte Esq Tidd pela chegada do navio-hospital USNS Comfort ao Porto de Alajuela em abril de 2015. Na época, especialistas médicos de várias ramos das Forças Armadas dos EUA desembarcaram para conduzir, durante duas semanas, uma extensa e muito aguardada campanha médica, proporcionando consultas a 12.000 salvadorenhos e realizando 100 cirurgias.

Compartilhar:
Comente:
Gosta dessa história? Sim 23
Carregando conversa