Costa Rica recebe por primeira vez assessoramento de unidade aérea dos EUA

O 571º Esquadrão de Assessoramento e Apoio à Mobilidade da Força Aérea dos EUA realizou recentemente a sua primeira missão na Costa Rica.
Capitão LaDarian Outsey, 571º Esquadrão de Assessoramento e Apoio à Mobilidade da Força Aérea dos EUA | 6 julho 2018

Relações Internacionais

O 2S Andres Tovar, das forças de segurança do 824º Esquadrão de Defesa da Base, assessora e aconselha o Serviço de Vigilância Aérea da Costa Rica. quanto aos fundamentos do treinamento de detecção do narcotráfico, durante uma missão de três semanas para aumentar a capacidade dos parceiros, entre os dias 16 de maio e 9 de junho de 2018. (Foto: 3S Joseph Elizondo)

O 571º Esquadrão de Assessoramento e Apoio à Mobilidade (MSAS, em inglês) da Força Aérea dos EUA realizou recentemente a sua primeira missão na Costa Rica. A equipe de nove pessoas executou uma missão de três semanas para reforçar as capacidades do Serviço de Vigilância Aérea (SVA) da Costa Rica, entre 16 de maio e 9 de junho de 2018.

“Esta foi a nossa primeira missão na Costa Rica e minha equipe executou e estabeleceu os fundamentos para gerar e incrementar uma base sólida de interoperacionalidade entre nossas nações e criar um novo e crescente relacionamento”, disse a Maj Noelle DeRuyter, comandante da missão da equipe de treinamento móvel (MTT, em inglês). “Não pode haver um roteiro estático quando se trabalha com qualquer país, muito menos um país tão especial como este. Minha equipe precisou ser ágil e rápida.”

O MSAS ministrou cursos nas áreas de especialidades de interdição de aeronaves, manutenção de aeronaves, defesa da base e treinamento de cães. A MTT executou mais de 250 horas combinadas de instruções com 88 membros do SVA.

“As equipes do MSAS são altamente capacitadas para ensinar no idioma nativo do país anfitrião. Podemos elaborar dinamicamente o material do curso aprovado pelo Comando de Mobilidade Aérea, para melhor atender às necessidades da nação parceira, mas, acima de tudo, isto nos possibilita atingir de uma maneira mais precisa o(s) nosso(s) objetivo(s) militares designados”, afirmou DeRuyter.

Os instrutores da MTT forneceram treinamento, avaliações e observações primordiais que resultaram em recomendações essenciais para nossa nação parceira. Por exemplo, o Primeiro-Sargento Alejandro Medina, instrutor de manutenção de aeronaves da MTT, pôde auxiliar na recuperação de mais de US$ 250.000 em reparos de aeronaves B200 Super King Air, através de um relacionamento já estabelecido com o representante da Beechcraft centro-americana. Suas ações não apenas economizaram tempo e recursos valiosos, como também permitiram que a aeronave retornasse à atividade operacional total antes do prazo.

O 2S Benjamin Wilson, principal instrutor das forças de segurança, com o auxílio do 3S Joseph Elizondo, identificou diferenças cruciais entre a legislação dos Estados Unidos e a da Costa Rica, o que lhes permitiu adaptar seu treinamento para melhor se adequar às necessidades do SVA. Segundo o 2S  Andres Tovar, um aviador membro das forças de segurança designado para o 824º Esquadrão de Defesa da Base, na Base da Força Aérea Moody, Geórgia, a equipe das forças de segurança foi capaz de aperfeiçoar os padrões de aprendizado e os objetivos do SVA para melhorar as relações entre cães e treinadores.

Os homens e mulheres do SVA são verdadeiros profissionais e foram muito bem preparados para as futuras tarefas. Toda a MTT foi um enorme sucesso, tornando-se um aprendizado bidirecional entre todos os envolvidos”, disse o 1S Brandon Van Walraven, membro da equipe da MTT.

O 571º MSAS é um grupo de homens e mulheres capacitados em idiomas que avaliam, assessoram e prestam assistência aos países da América Latina e do Caribe para aprimorar sua capacidade aérea. Esta equipe de assessores aeronáuticos presta assistência à Força Aérea dos EUA em suas missões duradouras para reforçar as capacidades dos parceiros. Cada uma das sucessivas missões busca levar liberdade, estabilidade e prosperidade à região e contribui para os objetivos militares intermediários conjuntos do Comando Sul dos EUA.

Compartilhar:
Comente:
Gosta dessa história? Sim 0
Carregando conversa