XIV CANSEC começa na Jamaica e é co-organizada pelo novo Comandante do SOUTHCOM

XIV CANSEC Kicks-Off in Jamaica Co-Hosted by New SOUTHCOM Commander

Por Dialogo
janeiro 27, 2016






Pouco mais de duas semanas após assumir o Comando Sul dos Estados Unidos (SOUTHCOM) em 14 de janeiro, o Almirante da Marinha dos EUA Kurt W. Tidd viajou para Kingston, na Jamaica, para ser o co-anfitrião da XIV Conferência de Segurança das Nações do Caribe (CANSEC 2016), ao lado do General de Brigada Antony Anderson, comandante da Força de Defesa da Jamaica (JDF).

“Estou muito interessado em ouvir suas ideias para melhorar nossa colaboração e integração de operações regionais, exercícios e atividades de treinamento. Embora ainda seja um novato na posição de Comandante do Comando Sul dos EUA, não sou, de nenhuma forma, um novato no trabalho com nossos parceiros nesta região”, disse o Alm Tidd durante na abertura do evento, lembrando de suas experiências anteriores como comandante das Forças Navais do Comando Sul dos EUA e da 4ª Frota dos EUA.

“Pelo que sei e aprendi nas últimas semanas, vejo uma grande oportunidade de melhorar o compartilhamento de informações entres nossos países e o nivelamento de mecanismos já estabelecidos como o CARICOM [Mercado Comum da Comunidade Caribenha] e a Iniciativa de Segurança da Base Caribenha [CBSI]”, continuou.


A CBSI é um dos pilares da estratégia de segurança dos EUA com foco na segurança cidadã no hemisfério. Ela reúne todos os membros do CARICOM e da República Dominicana em uma colaboração conjunta na segurança regional com os Estados Unidos como parceiro. Os principais objetivos para confrontar as ameaças ao Caribe são: reduzir substancialmente o tráfico ilícito através de programas antidrogas e programas para reduzir o fluxo de armas ilegais e de pequeno calibre; aumentar a segurança pública através da redução do crime e da violência e melhorar os esforços de segurança das fronteiras; promover a justiça social através de programas projetados para promover reformas no setor de justiça, combater a corrupção governamental e auxiliar as populações vulneráveis em risco de serem recrutadas por organizações crimiosas.

Com relação à necessidade de promover reformas judiciais, o Gen Brig Anderson explicou para a Diálogo
que a Segurança Cidadã e o Programa de Justiça na Jamaica dão apoio financeiro para que jovens – normalmente do sexo masculino – participem de um treinamento vocacional. “Depois que eles passam por um período de treinamento no centro de treinamento vocacional, eles vêm até nós [JDF] e trabalham com nossos engenheiros militares em projetos. E acreditamos que a interação diária com nossos engenheiros tem feito com que eles repensem suas vidas em geral.”

Estabelecida em 1962 para proteger de maneira eficaz a soberania da Jamaica com a capacidade de deter, identificar e reagir a ameaças inimigas contra o país, a JDF engloba Exército, Força Aérea e Guarda Costeira, mas, nos últimos anos, foi chamada para auxiliar a polícia nacional, a Força Policial da Jamaica (JCF), no combate ao tráfico de drogas e à criminalidade crescentes. Unidades da JDF fazem patrulhas armadas ativamente com a JCF em regiões de criminalidade elevada conhecidas como bairros de gangues. “Nós, os militares, e os oficiais de segurança temos que reexaminar nossos papéis, já que nosso governo e a população esperam por repostas para esses problemas difíceis, não só o narcotráfico, como também esforços de ajuda humanitária e reação a doenças pandêmicas”, explicou o Gen Brig Anderson.

Dadas essas referências, o tema deste ano da CANSEC é “Fortalecer a Capacidade Regional e Aumentar a Cooperação Contra as Ameaças Regionais”, para focar em como lidar com desafios como desastres naturais, tráfico de drogas, terrorismo e crime transnacional.

Além das nações parceiras co-organizadoras – Jamaica e EUA – existem dezenas de principais oficiais militares e de segurança de vários países como Antigua e Barbuda, Barbados, Bahamas, Belize, Dominica, República Dominicana, Granada, Guiana, Haiti, St. Kitts e Nevis, St. Lucia, São Vicente e Granadinas, Suriname, Cuba e Trinidad e Tobago que também participam do evento deste ano. Com eles, membros de organizações regionais como o CARICOM e representantes da Junta Interamericana de Defesa, bem como Canadá, Colômbia, França, Holanda e Reino Unido, também participam como observadores.

Dirigindo-se aos países europeus presentes, o Alm Tidd destacou: “Obtivemos sucessos significativos – dos esforços da Equipe de Assistência Técnica de Campo, ao nosso exercício TRADEWINDS, para coordenar operações antidrogas como nossos amigos europeus – e obtivemos êxito trabalhando juntos.”


Ao encerrar seu discurso, o Alm Tidd disse ter três compromissos com os países caribenhos: ser um parceiro igualitário e confiável; tornar a causa dos direitos humanos uma das maiores prioridades, e preservar a forte amizade do Almirante de Esquadra John Kelly (ex-comandante do SOUTHCOM) com a região para aprofundar os laços dos EUA com as nações parceiras.

“Vamos trabalhar para começar o próximo capítulo da nossa Parceria pelas Américas!”, disse o Alm Tidd.
Felicitações especiais ao Almirante KIDD por estar no comando do prestigiado COMANDO SUL DOS EUA NAS AMÉRICAS!
Share