• Home »
  • Uncategory »
  • USSOUTHCOM Organizes Conference on Interoperability to Counter Illicit Trafficking

Comando Sul organiza conferência de interoperacionalidade no combate ao tráfico ilícito

USSOUTHCOM Organizes Conference on Interoperability to Counter Illicit Trafficking

Por Dialogo
julho 15, 2011


Com o objetivo de reforçar as operações comuns contra o tráfico ilícito, 200 representantes de 30 países assisteram à Conferência de Interoperacionalidade Regional de Centros de Operações e de Comandantes Aéreos da Guarda Costeira, no Centro de Conferências das Américas, no Comando Sul dos EUA, em Miami, na Flórida.

Pela primeira vez na área de interesse do Comando Sul, elementos da Força Tarefa Conjunta Interinstitucional – Sul (JIATF-S) e da Guarda Costeira reuneram-se em um encontro para promover a cooperação em segurança, a interoperacionalidade e o intercâmbio de informações entre as nações participantes do Sistema de Intercâmbio de Informações das Nações Cooperantes (CNIES).

Durante os cinco dias de sessões, representantes dos centros de operações do Brasil, Chile, Colômbia, Costa Rica, Equador e México, entre outros, expuseram suas experiências em relação às novas ameaças, táticas e lições aprendidas. A agenda da conferência também incluiu oficinas, discussões de painel e oportunidades para estabeleçer contatos entre os assistentes.

“O mais importante nesta conferência é a oportunidade de reunir, em um só lugar, todas os militares das agencias interinstitucionais dos EUA, e seus sócios multinacionais procedentes de 30 países, com a finalidade de discutir as operações”, afirmou o comandante Edwin D. Kaiser, da JIATF-S.

“Uma parte decisiva dos esforços conjuntos contra o tráfico ilícito é o apoio aéreo e, por isto, é de suma importância a presença aqui dos comandantes de aviação, bem como de integrantes de Aduanas e Proteção de Fronteira”, agregou.



Especialistas da JIATF-S aproveitaram o fórum para explicar todas as possibilidades que o sistema CNIES oferece e ouvir as recomendações que venham a contribuir para reforçar sua utilidade. Através do CNIES, os países associados têm a oportunidade de compartilhar as informações sobre os radares que monitoram o tráfego aéreo e marítimo e que, combinadas com as informações regionais e nacionais, permitem detectar e deter as operações do tráfico ilícito.

A Conferência de Interoperacionalidade Regional de Centros de Operações e dos Comandantes da Guarda Costeira concluiu em 15 de julho, com um resumo dos informativos dos grupos participantes e com o desenvolvimento de um consenso e um plano de ação para o próximo encontro.

“O tráfico ilícito é uma ameaça compartida e uma responsabilidade compartida”, disse o Embaixador Paul A. Trivelli, subcomandante civil do Comandante do Comando Sul e assessor da política externa, durante o encerramento. “A única forma de conquistar a ameaça é através do esforço e cooperação das agencias de todos os países amigos; é por isso que estamos aquí hoje”, concluiu.



Excelente noticia para as Américas .
Share