USNS Spearhead finaliza missão humanitária na Guatemala

USNS Spearhead Completes Humanitarian Mission in Guatemala

Por Julieta Pelcastre/Diálogo
novembro 14, 2017

O navio catamarã USNS Spearhead finalizou no dia 15 de outubro o treinamento, a capacitação e ajuda humanitária da missão Estação Associação do Sul 2017 (SPS 17, por sua sigla em inglês) na Guatemala. A intenção foi a de auxiliar a população e aprimorar relações permanentes por meio do intercâmbio de ideias e experiências com o país centro-americano.

A SPS 17 é uma série anual de missões de mobilização da Marinha dos Estados Unidos dirigida pelo Comando Sul dos EUA (SOUTHCOM) e planejada pelas Forças Navais do Comando Sul dos EUA (USNAVSO, por sua sigla em inglês). Os trabalhos se concentraram nos intercâmbios com militares de nações parceiras e suas forças de segurança. Este ano, a SPS 17 visitou Guatemala, Honduras, Chile e Colômbia.

“Todos os cursos desenvolvidos, principalmente os de Socorrista de Combate, são valiosos para o pessoal que executa missões táticas onde é necessário aumentar sua intensidade”, disse à Diálogo o Capitão-de-Mar-e-Guerra da Marinha da Guatemala Mario Artemio Veliz López, comandante do Comando Naval do Caribe (CNC). “Esses cursos podem salvar vidas ao realizar operações contra o crime transnacional.”

Para a missão, o USNS Spearhead desembarcou em Puerto Barrios, estado de Izabal, um destacamento de 80 militares, equipamentos e maquinário. Os Fuzileiros Navais dos EUA, em coordenação com o Exército da Guatemala, trabalharam em aspectos de salvamento, higiene e saneamento, emergências médicas, perfuração de poços, intercâmbio de especialistas médicos e pessoal civil, informou o Exército da Guatemala em um comunicado à imprensa.

Por mais de seis semanas, os militares americanos cobriram várias atividades de instrução, como o Curso de Cuidados do Recém-Nascido para ajudá-los a respirar, Curso de Assistência Cardíaca de Emergência, Curso de Primeiros Socorros e Curso de Salvar Vidas. O pessoal militar e civil da Guatemala assistiu o intercâmbio de conhecimentos e experiências.

O Capitão-de-Corveta da Marinha dos EUA Joshua Perry, comandante da missão em terra, compartilhou seu contentamento pela oportunidade de reforçar as associações regionais e reconheceu isso perante os representantes locais do Ministério de Saúde Pública e Assistência Social, socorristas e intérpretes. “Durante a SPS 17 planejamos trabalhar com nossos parceiros civis e militares da América Central e do Sul, trocar conhecimento e incrementar a interoperabilidade de nossos países”, disse o CC Perry. “A cooperação contínua [de nossas forças] faz da América Central uma região mais forte, mais segura e mais próspera, e [a missão] foi um sucesso.”

O Ministério da Defesa Nacional da Guatemala, por meio da Marinha da Defesa Nacional, prestou o apoio necessário para realizar as reuniões de coordenação, reconhecimento e preparativos para garantir o sucesso das operações. O processo de planejamento da visita da embarcação começou em junho de 2017.

“O mais importante foi colaborar com a Marinha dos Estados Unidos para levar ajuda às comunidades necessitadas”, disse à Diálogo o Vice-Almirante Juan Randalfo Pardo Aguilar, comandante da Marinha da Guatemala. “Trocamos experiências sobre aspectos navais e treinamos juntos para enfrentar as ameaças transnacionais atuais, utilizando os mesmos conhecimentos em nível regional.”

Pela primeira vez, militares dos EUA, juntamente com integrantes do Corpo de Engenheiros do Exército da Guatemala, realizaram a perfuração de um poço para proporcionar água potável às populações locais. Analogamente, participaram de uma iniciativa conjunta de reconstrução de moradias. Além disso, a equipe de medicina preventiva do Centro de Excelência de Entomologia Marinha (NECE, por sua sigla em inglês) da Marinha e do Corpo de Fuzileiros Navais dos EUA instruiu militares e residentes locais quanto aos métodos de prevenção de enfermidades transmitidas por insetos e quanto ao manejo de pragas.

“A Estação Associação do Sul é um programa anual humanitário, de capacitação e missão de interoperabilidade realizado na Guatemala e em outras nações parceiras”, disse o Capitão-de-Mar-e-Guerra da Marinha dos EUA Steven Stacy, comandante da Missão SPS 17.

“O conceito se baseia na premissa de que as associações fortes, abertas e multilaterais melhoram a estabilidade regional e a segurança, em apoio à estratégia marítima dos EUA. Na Guatemala, nos comprometemos com unidades locais de saúde nos municípios próximos a Izabal. Nós nos comprometemos com intercâmbios de especialistas em questão de controle de mosquitos, saúde ambiental, suporte básico à vida, protocolos perinatais para enfermidades respiratórias neonatais e cuidado e prevenção do sangramento pós-parto.”

Somaram-se à missão diversas instituições do governo da Guatemala, como o Ministério de Saúde Pública e Assistência Social de Izabal, o Hospital Infantil Elisa Martínez e o Hospital Nacional da Amizade Japão-Guatemala. De sua parte, o CNC facilitou o uso de suas instalações para estabelecer o acampamento da delegação dos EUA. A Brigada de Fuzileiros Navais da Guatemala proporcionou segurança permanente ao pessoal militar dos EUA que saiu em diversas missões.

Projeção social

“Os Estados Unidos trabalham em estreita colaboração com a Guatemala para responder às necessidades cotidianas dos cidadãos”, disse o V Alte Pardo. “Desde 2014, os Estados Unidos, através da USNAVSO, realizam operações de ajuda humanitária e trabalhos de engenharia em centros educacionais, por meio de jornadas médicas e cirurgias em Puerto Barrios.”

O USNS Spearhead visitou a Guatemala em duas ocasiões em 2017. A primeira visita foi realizada em fevereiro, como parte da missão Promessa Contínua, e a segunda, com a SPS 17. Ambas as missões são feitas sob os auspícios do SOUTHCOM para prestar atendimento médico, assistência humanitária e apoio cívico às comunidades do Caribe e da América Latina.

O USNS Spearhead é um catamarã de 103 metros de comprimento capaz de transportar aproximadamente 600 toneladas e também faz parte da Operação Martelo, iniciativa liderada pelo SOUTHCOM que previne o tráfego de drogas em águas do Caribe e do Pacífico. Além disso, a embarcação auxilia em atividades de contingência humanitária e em catástrofes por toda a região.

“Mais de 11.000 pessoas se beneficiaram com a Promessa Contínua e a Estação Associação do Sul 2017”, assegurou o V Alte Pardo. “Isso é uma demonstração do forte compromisso dos Estados Unidos com a Guatemala, que fomenta a interoperabilidade e a segurança na região.”

“Essas missões fortalecem os vínculos de cooperação e amizade entre ambos os países por meio de suas forças navais, que desenvolvem uma projeção social com a população do estado de Izabal, em especial nos municípios de Puerto Barrios”, agregou o CMG Veliz. “Além disso, proporciona a oportunidade de se relacionarem e terem novas experiências que servirão no futuro.”

“Em nome de toda a equipe da SPS 17, quero agradecer todo o apoio que recebemos durante nossa estada em Puerto Barrios”, agregou o CC Perry. “Felicito as forças navais da Guatemala e dos Estados Unidos por haverem feito um grande trabalho.”

Missão bem-sucedida

O V Alte Pardo e o CMG Veliz concordaram quanto ao êxito da missão SPS 17. Os objetivos traçados foram cumpridos totalmente, tanto em temas de cooperação comunitária como nos conhecimentos transmitidos pelo pessoal dos EUA ao pessoal do Exército da Guatemala, asseguraram ambos.

“Observou-se a boa vontade do pessoal da missão em todo momento, ao apoiar em diferentes situações que lhes foram colocadas, ressaltando a coordenação e o trabalho conjunto”, concluiu o CMG Veliz. “Devemos considerar a realização de outras atividades de integração com o pessoal americano para fortalecer os laços de amizade.”


Share