USNS Comfort apoia a Operação Promessa Contínua 2015

USNS Comfort Supports Operation Continuing Promise 2015

Por Dialogo
abril 13, 2015





O USNS Comfort atracou no Porto de Miami no início de abril para o lançamento da Continuing Promise (Promessa Contínua) 2015, uma missão humanitária do Comando Sul dos EUA (SOUTHCOM) que prestará assistência de saúde a 130.000 em 11 países da América Latina e do Caribe.

Nos próximos seis meses, com uma tripulação diversificada de cerca de 1.000 civis e militares médicos, engenheiros, veterinários, marinheiros e especialistas em logística, o USNS Comfort visitará Belize, Colômbia, Dominica, República Dominicana, El Salvador, Guatemala, Haiti, Honduras, Jamaica e Panamá. A Promessa Contínua 2015 é a sétima missão na região desde 2007 e a quarta do navio-hospital (as outras foram em 2007, 2009 e 2011).

O USNS Comfort é um dos dois navios-hospitais militares do Comando Militar de Transporte Marítimo que podem responder rapidamente a uma gama de situações no curto prazo. Tem a capacidade única de dar apoio a serviços de saúde como um componente de assistência humanitária e ajuda em caso de desastre e foi configurado para prestar uma grande variedade de serviços no mar e em terra.

Durante entrevista coletiva na única escala dos EUA no Porto de Miami, o Capitão da Marinha dos EUA Sam Hancock, Comandante da Missão Promessa Contínua 2015, afirmou que vários dos 1.000 tripulantes já participaram de missões anteriores da Promessa Contínua. “A última vez que participamos da missão foi em 2011, e muitos tripulantes que participaram do exercício na época estão aqui hoje para a Promessa Contínua 2015”, disse.

“A Universidade de Miami tem uma grande relação de trabalho com os militares, incluindo o treinamento de unidades cirúrgicas avançadas para o Exército e outras operações. É importante para nós tentar dar apoio aos militares de qualquer maneira que pudermos”, disse Michael Kelley, diretor executivo de Operações Estratégicas dos Serviços de Saúde da Universidade Miami, uma das ONGs que participam da Promessa Contínua 2015.

Ele explica que sua equipe esteve altamente envolvida na recuperação após o terremoto do Haiti. “Durante aquela época, lidamos com as evacuações ao Comfort imediatamente após o terremoto e ficamos muito interessados em trabalhar com o SOUTHCOM; estabelecemos um Memorando de Entendimento para trabalhar conjuntamente em missões médicas em toda a região”, afirmou.

“Planejamos apoiar a missão basicamente através de operações terrestres como a do Haiti com o Projeto Medishare, que integra o Instituto Global da Universidade de Miami e opera diversos programas de atendimento comunitário e um hospital de traumatologia em Porto Príncipe. O SOUTHCOM está se coordenando com o Projeto Medishare para cuidar também da parte de logística terrestre das operações do navio”, acrescentou Kelly, sobre o projeto em andamento no Haiti e a Promessa Contínua 2015.

A Capitã da Marinha dos EUA Christine Sears, Chefe da Instalação de Cuidados Médicos a bordo do Comfort, detalhou alguns dos projetos que serão realizados na missão. “Estamos trazendo todo o efetivo de nossa tripulação. Muitos dos integrantes são treinados em áreas pediátricas específicas. Uma de nossas ONGs parceiras, a Operation Smile (Operação Sorriso), está levando um contingente muito grande a certos países. Outras ONGs parceiras, como a Pre-Dental Society, da Universidade da Califórnia em San Diego, estão trazendo um grupo bem específico de especialistas para crianças, além de nossa própria equipe”, explicou.

“Estamos ansiosos por trabalhar em conjunto com essas nações parceiras para prestar atendimento primário e tratamento dentário. Daremos também orientações para crianças e suas mães e famílias, a fim de ajudar a elevar seu nível de cuidado e prevenção de doenças,” concluiu a Capitã Sears.

O Capitão Hancock diz que a previsão é atender mais de 130.000 pacientes e realizar mais de 800 Intercâmbios de Peritos nos Assuntos Relacionados, cobrindo uma variedade de temas em áreas como medicina, veterinária, engenharia e meio ambiente. Também serão construídos mais de 20 projetos de engenharia durante os seis meses da missão. “Alguns dos eventos planejados estão estabelecendo postos de saúde em estádios, hospitais, clínicas e centros médicos do país anfitrião, assim como a bordo do USNS Comfort durante a missão”, afirmou.

“Essas atividades previstas aumentarão ainda mais o impacto significativo que a Promessa Contínua tem tido na região. Estamos ansiosos para trabalhar em conjunto com nossos países parceiros das Américas Central e do Sul e do Caribe e com nossas organizações parceiras voluntárias privadas e não governamentais para executar operações cívico-militares, incluindo assistência humanitária civil, ajuda humanitária no exterior e Intercâmbios de Peritos nos Assuntos Relacionados, à medida que avançamos na missão”, completou Hancock.






O USNS Comfort atracou no Porto de Miami no início de abril para o lançamento da Continuing Promise (Promessa Contínua) 2015, uma missão humanitária do Comando Sul dos EUA (SOUTHCOM) que prestará assistência de saúde a 130.000 em 11 países da América Latina e do Caribe.

Nos próximos seis meses, com uma tripulação diversificada de cerca de 1.000 civis e militares médicos, engenheiros, veterinários, marinheiros e especialistas em logística, o USNS Comfort visitará Belize, Colômbia, Dominica, República Dominicana, El Salvador, Guatemala, Haiti, Honduras, Jamaica e Panamá. A Promessa Contínua 2015 é a sétima missão na região desde 2007 e a quarta do navio-hospital (as outras foram em 2007, 2009 e 2011).

O USNS Comfort é um dos dois navios-hospitais militares do Comando Militar de Transporte Marítimo que podem responder rapidamente a uma gama de situações no curto prazo. Tem a capacidade única de dar apoio a serviços de saúde como um componente de assistência humanitária e ajuda em caso de desastre e foi configurado para prestar uma grande variedade de serviços no mar e em terra.

Durante entrevista coletiva na única escala dos EUA no Porto de Miami, o Capitão da Marinha dos EUA Sam Hancock, Comandante da Missão Promessa Contínua 2015, afirmou que vários dos 1.000 tripulantes já participaram de missões anteriores da Promessa Contínua. “A última vez que participamos da missão foi em 2011, e muitos tripulantes que participaram do exercício na época estão aqui hoje para a Promessa Contínua 2015”, disse.

“A Universidade de Miami tem uma grande relação de trabalho com os militares, incluindo o treinamento de unidades cirúrgicas avançadas para o Exército e outras operações. É importante para nós tentar dar apoio aos militares de qualquer maneira que pudermos”, disse Michael Kelley, diretor executivo de Operações Estratégicas dos Serviços de Saúde da Universidade Miami, uma das ONGs que participam da Promessa Contínua 2015.

Ele explica que sua equipe esteve altamente envolvida na recuperação após o terremoto do Haiti. “Durante aquela época, lidamos com as evacuações ao Comfort imediatamente após o terremoto e ficamos muito interessados em trabalhar com o SOUTHCOM; estabelecemos um Memorando de Entendimento para trabalhar conjuntamente em missões médicas em toda a região”, afirmou.

“Planejamos apoiar a missão basicamente através de operações terrestres como a do Haiti com o Projeto Medishare, que integra o Instituto Global da Universidade de Miami e opera diversos programas de atendimento comunitário e um hospital de traumatologia em Porto Príncipe. O SOUTHCOM está se coordenando com o Projeto Medishare para cuidar também da parte de logística terrestre das operações do navio”, acrescentou Kelly, sobre o projeto em andamento no Haiti e a Promessa Contínua 2015.

A Capitã da Marinha dos EUA Christine Sears, Chefe da Instalação de Cuidados Médicos a bordo do Comfort, detalhou alguns dos projetos que serão realizados na missão. “Estamos trazendo todo o efetivo de nossa tripulação. Muitos dos integrantes são treinados em áreas pediátricas específicas. Uma de nossas ONGs parceiras, a Operation Smile (Operação Sorriso), está levando um contingente muito grande a certos países. Outras ONGs parceiras, como a Pre-Dental Society, da Universidade da Califórnia em San Diego, estão trazendo um grupo bem específico de especialistas para crianças, além de nossa própria equipe”, explicou.

“Estamos ansiosos por trabalhar em conjunto com essas nações parceiras para prestar atendimento primário e tratamento dentário. Daremos também orientações para crianças e suas mães e famílias, a fim de ajudar a elevar seu nível de cuidado e prevenção de doenças,” concluiu a Capitã Sears.

O Capitão Hancock diz que a previsão é atender mais de 130.000 pacientes e realizar mais de 800 Intercâmbios de Peritos nos Assuntos Relacionados, cobrindo uma variedade de temas em áreas como medicina, veterinária, engenharia e meio ambiente. Também serão construídos mais de 20 projetos de engenharia durante os seis meses da missão. “Alguns dos eventos planejados estão estabelecendo postos de saúde em estádios, hospitais, clínicas e centros médicos do país anfitrião, assim como a bordo do USNS Comfort durante a missão”, afirmou.

“Essas atividades previstas aumentarão ainda mais o impacto significativo que a Promessa Contínua tem tido na região. Estamos ansiosos para trabalhar em conjunto com nossos países parceiros das Américas Central e do Sul e do Caribe e com nossas organizações parceiras voluntárias privadas e não governamentais para executar operações cívico-militares, incluindo assistência humanitária civil, ajuda humanitária no exterior e Intercâmbios de Peritos nos Assuntos Relacionados, à medida que avançamos na missão”, completou Hancock.


Ótima ajuda para as pessoas com menos recursos e oportunidade de receber assistência médica do navio USNS. Tomara que todas os países se unam para essa causa humanitária e teríamos um planeta melhor .. Esse é um ato generoso, de amor ao próximo, altruísmo, para beneficiar qualquer ser humano que passa por necessidade, no PERU precisamos desses [tacos] para o serviço e a vocação de amor ao próximo Essas oportunidades para pessoas com poucos recursos financeiros receberem assistência médica são uma bênção. Espero que todos os países possam se unir, assim poderíamos ter mais apoio em tudo, na segurança, na saúde, educação, oportunidades de emprego e os Países sem Guerras. Nós queremos amor, paz para todos. Enviado do Peru Bom, não parem. Espero que o mundo se una dessa maneira e assim mantê-lo muitas bênçãos É UM NOTICIÁRIO SÉRIO E VERDADEIRO.
Share