USNS Comfort fortalece parceria com Haiti após bem-sucedida missão médica

USNS Comfort fortalece parceria com Haiti após bem-sucedida missão médica

Por Terceiro-Sargento da Marinha dos EUA Bobby Siens
novembro 20, 2019

O navio-hospital USNS Comfort (T-AH 20) da Marinha dos EUA partiu de Porto Príncipe, Haiti, ao finalizar sua 12ª e última missão médica na América Central, América do Sul e Caribe, no dia 11 de novembro do 2019.

“O Haiti é a última escala da Promessa Duradoura, missão de cinco meses da Marinha dos EUA na América Latina, América Central e Caribe”, disse Michele Sison, embaixadora dos EUA no Haiti. “Essa visita demonstrou novamente os fortes laços entre nossos dois países; como amigas e vizinhas, nossas nações trabalham em conjunto para melhorar a vida de todos. Apoiamos as aspirações do povo haitiano por uma vida melhor. É realmente uma promessa duradoura.”

Durante a missão de seis dias em Porto Príncipe, mais de 900 profissionais médicos prestaram assistência a mais de 3.603 pacientes em uma unidade terrestre de atendimento e realizaram 76 cirurgias a bordo do navio.

“Prestar assistência médica de qualidade a uma população que sofre todo tipo de males foi a motivação do USNS Comfort”, disse Normil Rameau, diretor geral da Polícia Nacional do Haiti. “Quero enfatizar o nível de empatia e o grau de humanidade que o pessoal do navio-hospital demonstrou ao cuidar de nossos irmãos e irmãs haitianos.”

Durante a parada do navio, a equipe soube que o programa de maternidade do hospital local necessitava de um medicamento importante.

O Primeiro-Sargento da Marinha dos EUA Jonathan Villanueva, lotado no navio-hospital USNS Comfort (T-AH 20), acompanha uma senhora que será atendida pela equipe médica em uma unidade de saúde provisória em Porto Príncipe, Haiti, no dia 6 de novembro de 2019. (Foto: Cabo da Marinha dos EUA Maria G. Llanos)

“Fomos informados pelos canais formais de que havia uma paciente com eclampsia”, disse o Capitão de Fragata Todd Morris, diretor de serviços médicos a bordo do USNS Comfort. “O tratamento consiste em proporcionar um medicamento anticonvulsivo, especificamente sulfato de magnésio. Conseguimos encontrar o medicamento e transportá-lo com segurança ao hospital para ajudar a paciente.”

O medicamento pôde ajudar diversos pacientes e os prestadores locais de assistência ficaram extremamente gratos.

“Pode-se imaginar como estávamos limitados, sendo um centro materno de alto risco”, disse o padre norte-americano Rick Frechette, criador da Fundação Hospital St. Luke. “Tiramos o chapéu para o USNS Comfort, por vir nos ajudar com esse medicamento que salva vidas.”

A equipe do USNS Comfort é composta por mais de 900 pessoas, incluindo especialistas médicos das Forças Armadas dos EUA, voluntários de organizações não governamentais (ONG) e pessoal das nações parceiras. A equipe completa do USNS Comfort está composta por pessoal militar e civil dos Estados Unidos e das nações parceiras, como Argentina, Brasil, Canadá, Costa Rica, México, Peru e República Dominicana, além de diversas ONGs que formaram uma equipe dinâmica capaz de oferecer uma variedade de serviços.

O Almirante de Esquadra da Marinha dos EUA Craig S. Faller, comandante do Comando Sul dos Estados Unidos, visitou a tripulação para agradecer-lhes pelo trabalho realizado durante a sua visita a Porto Príncipe.

“Cada um de vocês deve encerrar essa missão com a certeza de ter feito uma diferença”, disse o Alte Esq Faller. “Estou orgulhoso da diferença que fizemos aqui no Haiti; cada pedacinho importa.”

Essa foi a sexta visita do USNS Comfort ao Haiti e a sétima à região desde 2007. Esse destacamento faz parte da iniciativa Promessa Duradoura do Comando Sul dos EUA e mostra o compromisso contínuo de amizade, parceria e solidariedade dos Estados Unidos com as nações parceiras do Caribe, da América Central e América do Sul.

Share