Uruguai: Polícia apreende quantidade recorde de maconha

Uruguai: Polícia apreende quantidade recorde de maconha

Por Juan Delgado/Diálogo
dezembro 23, 2021

Select Language

No final de novembro de 2021, o Ministério do Interior do Uruguai informou que a Polícia do estado de Rivera apreendeu mais de 1.500 quilos de maconha, um confisco recorde dessa droga para o país sul-americano. A apreensão ocorreu no âmbito da Operação Ryguasu que, após meses de investigações, concluiu que a maconha seria trazida do Brasil por via terrestre.

As autoridades iniciaram as investigações no dia 28 de setembro, depois da apreensão de cerca de 50 kg de maconha e da detenção de um homem que tinha antecedentes penais, informou o jornal uruguaio Montevideo. Em função dessa operação, as autoridades policiais realizaram um trabalho de inteligência e intercâmbio de informações com agências parceiras, permitindo que determinassem que em meados de novembro entrariam no Uruguai, a partir do Brasil, vários veículos com um grande carregamento de maconha proveniente do Paraguai, informou o jornal.

“Como resultado, foram instaladas equipes de vigilância em vários pontos da cidade de Rivera. Os oficiais [policiais] detectaram três veículos que circulavam juntos e começaram a segui-los discretamente”, informou o Ministério do Interior em um comunicado, no dia 23 de novembro.

Um dos veículos foi interceptado no momento com quase 800 kg de maconha e os outros dois fugiram. Na perseguição, uma camionete se chocou contra uma árvore e capotou. Nesse veículo as autoridades encontraram mais de 450 kg da droga. Pouco depois, a Polícia pode encontrar o terceiro veículo, que havia sido abandonado com quase 330 kg de maconha.

Em uma entrevista coletiva com o promotor geral da nação, Juan Gómez, o ministro do Interior, Luis Heber, destacou que se tratava da maior apreensão de maconha da história do Uruguai e elogiou o trabalho coordenado entre a Procuradoria e as diversas unidades da Polícia Nacional.

“É um golpe muito grande contra o narcotráfico e por isso persistiremos em nossos esforços de luta contra o tráfico de drogas em grande escala e no varejo, que também gera crimes correlatos”, destacou o ministro Heber, de acordo com o jornal uruguaio El País.

Share