• Home »
  • Uncategory »
  • United States Asks Guatemala for More Investment in Fight Against Organized Crime

Pesquisa mostra que Rousseff aumenta a vantagem no Brasil

Por Dialogo
outubro 22, 2010

Dilma ñ ataca mas o serra apenas faca canpanha meu voto é seu
A candidata governista à presidência do Brasil, Dilma Rousseff, aumentou a vantagem sobre o líder da oposição, José Serra, antes das eleições de 31 de outubro, segundo pesquisa de intenções de votos realizada em 20 de outubro, confirmando sua recuperação depois de uma queda de popularidade.

Rousseff alcançou 51% de apoio dos eleitores antes do pleito de 31 de outubro, segundo pesquisa do Ibope publicada na edição online do jornal Estado de São Paulo. Seu adversário de centro-direita, José Serra, teve 40% de apoio.

A última pesquisa do Ibope, em 13 de outubro, mostrou que Rousseff – escolhida pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva para ser sua sucessora – tinha 49% de apoio, contra 43% de Serra.

Este resultado é semelhante ao de uma pesquisa do Vox Populi divulgada anteriormente nesta semana, e que mostrou que Rousseff tinha vantagem de 12 pontos.

A pesquisa provavelmente tranquilizará a ex-chefe de gabinete de Lula, que vem lutando desde que não atingiu a maioria absoluta no primeiro turno das eleições, em 3 de outubro.

A campanha de Rousseff foi abalada por acusações de corrupção que envolvem uma ex-colaboradora e ataques de líderes religiosos sobre sua postura prévia diante do aborto.

Rousseff, de 62 anos e membro do Partido dos Trabalhadores de Lula, chegou perto de atingir a maioria absoluta em 3 de outubro, com 47% de apoio, contra 33% alcançados por Serra, ex-governador do estado de São Paulo.

Em pesquisa realizada na semana passada, a vantagem de Rousseff sobre Serra reduziu-se a 4 pontos percentuais, o que é considerado empate virtual.
Nem Rousseff nem Serra pretendem mudar a política econômica de Lula, mas ela defende empresas estatais mais fortes em algumas indústrias e o pulso mais firme do Governo na condução da política econômica.

A pesquisa do Ibope consultou 3.010 pessoas entre os dias 17 e 20 de outubro, e tem uma margem de erro de 2 pontos percentuais. Descartando-se os votos em branco, como ocorre nas eleições, o apoio a Rousseff alcança 56%, contra 44% de Serra.





Share