Apoio dos Estados Unidos a instituições policiais costa-riquenhas rende frutos

Por Dialogo
março 02, 2012


Por ocasião do Programa de Amizade Duradoura, o governo dos Estados Unidos deu aos órgãos policiais do Ministério do Governo, Polícia e Segurança Pública da Costa Rica uma valiosa contribuição com recursos para o fortalecimento da capacidade de seu pessoal, de seus equipamentos e infraestrutura.

Apenas em 2011 a ajuda superou US$ 7 milhões e beneficiou o Serviço Nacional de Guarda-Costeira, o Serviço Nacional de Vigilância Aérea, a Polícia de Controle de Drogas e a Força Pública.

Entre os principais benefícios destacam-se a construção da nova Estação de Guarda-Costeira em Caldera, Puntarenas; a reforma de três embarcações de 82 pés e a contribuição de duas novas lanchas interceptadoras de 33 pés, junto com dois veículos para transportá-las e um contêiner de peças de reposição para um ano de manutenção. Essas lanchas, especiais para operações de perseguição, estão em operação nas estações navais de Quepos e Golfito.

Além disto, como parte do equipamento doado, o Serviço Nacional de Guarda-Costeira conta com um sistema de rastreamento digital que permite, em tempo real, informações exatas sobre a posição e a rota das embarcações suspeitas, detectadas pelas aeronaves que sobrevoam o território nacional, como parte das funções estipuladas no tratado bilateral de cooperação para impedir o tráfico ilícito.

Esses equipamentos e sistemas de avançada tecnologia melhoraram o comando e o controle das operações policiais e permitem prever uma resposta adequada às ameaças ambientais e criminosas, às emergências marítimas e aos desastres naturais em águas territoriais.

Como resultado do patrulhamento conjunto entre os serviços de Guarda-Costeira dos Estados Unidos e Costa Rica, no final de 2011 foram contabilizadas oito operações especializadas que permitiram a apreensão de mais de 1.515 toneladas de cocaína.

A Costa Rica agradece esse esforço de cooperação que pretende apoiar a luta contra o narcotráfico internacional, dando aos órgãos policiais a capacidade técnica para enfrentar esse negócio ilícito e prover sistemas avançados de comunicações para a interoperacionalidade entre as citadas instituições policiais.



Share