Helicópteros Militares Dos Estados Unidos Transportam 27,6 Toneladas De Suprimentos Para El Salvador

Por Dialogo
novembro 17, 2009

Membros da Força Tarefa Conjunta-Bravo, da Base Aérea de Soto Cano, Honduras, distribuíram 27,6 toneladas de alimentos, água e roupas para vilarejos remotos de El Salvador, em 13 de novembro. O total de suprimentos transportados nos dois dias pelos helicópteros ultrapassa 37 toneladas, disse a sargento da equipe da Força Aérea Kristina Adams, oficial encarregada de suprimentos da JTF-Bravo. As localidades de Verapaz, Guadalupe, Santa Maria Ostumas e San Vicente foram as mais atingidas pelas enchentes que isolaram as cidades com o bloqueio de estradas e pontes, após os deslizamentos do dia 8 de novembro. Mais de 40 membros da JTF-Bravo, junto com quatro helicópteros do 228º Regimento do 1º Batalhão, foram deslocados em 11 de novembro para levar ajuda humanitária à população de El Salvador. As tripulações dos helicópteros passaram o dia viajando de uma cidade a outra, recolhendo e distribuindo suprimentos e transportando as pessoas. Além da entrega dos gêneros às comunidades atingidas pelas enchentes, a JTF-Bravo ajudou com uma missão de avaliação dos danos. Um helicóptero Blackhawk UH-60, da JTF-Bravo, transportou uma equipe conjunta dos Estados Unidos e de El Salvador para avaliar as diversas localidades atingidas pelos deslizamentos causados pelas fortes chuvas que caíram recentemente. Engenheiros do Comando Sul dos Estados Unidos, junto com engenheiros militares salvadorenhos, prestaram auxílio ao ministro da Saúde de El Salvador recolhendo dados das regiões cuja infraestrutura sofreu danos. “Hoje verificamos cerca de meia dúzia de pontes para termos uma ideia da extensão das avarias”, disse o tenente-coronel da Força Aérea Anthony Higdon, chefe da equpe de engenheiros do Comando Sul para a América Central. “Estamos trabalhando em cooperação com o gabinete de Assistência para Desastres Estrangeiros dos Estados Unidos para ajudar o ministro de Trabalhos Públicos salvadorenho e o Comando de Engenharia das Forças Armadas de El Salvador”. Finalmente, uma equipe de avaliação médica viajou para várias localidades atingidas pelas enchentes para determinar se um treinamento médico e exercício de prontidão, ou MEDRETE, seria viável. A equipe de avaliação médica foi chefiada pelo oficial de ligação Guillermo Saenz. Ele disse, pela avaliação inicial, que um MEDRETE para a região seria viável nas próximas semanas.
Share