Exército Sul dos EUA recebe representantes do Exército de El Salvador

U.S. Army South Hosts Salvadoran Army Representatives

Por By Frederick Hoyt, U.S. Army South Public Affairs
março 15, 2018

O Exército Sul dos EUA (ARSOUTH, em inglês) recentemente recebeu uma delegação da Força Armada de El Salvador (FAES) para uma série de reuniões entre os funcionários dos comitês de direção dos estados-maiores. A delegação de El Salvador foi liderada pelo Coronel do Exército de El Salvador Angel Lima.

Essas discussões bilaterais anuais permitem que os planejadores militares discutam e preparem uma variedade de atividades importantes de cooperação em segurança, além de acertar os detalhes de futuras ações conjuntas e do desenvolvimento militar profissional entre os dois exércitos. Após vários dias de apresentações, discussões em grupo e sessões especiais separadas, os participantes fizeram recomendações sobre uma variedade de temas de interesse comum e finalizaram com um acordo sobre as ações para 2019.

Uma das ações discutidas e acordadas foi focada no treinamento das forças de segurança com ênfase na condução de missões de segurança de fronteira efetuadas por soldados. Também está em andamento o planejamento futuro para desenvolver treinamentos em unidades de infantaria.

Essas reuniões estão sendo preparadas para a 12ª discussão anual de nível executivo entre os estados-maiores da FAES e do ARSOUTH, que ocorre em junho. “Essas reuniões bilaterais são muito importantes e ajudarão o nosso Exército a desenvolver e concentrar-se em nossas tarefas militares, além de melhorar nossa segurança pública diante de uma variedade de ameaças comuns”, disse o Cel Lima. “Elas também melhorarão nossos esforços conjuntos e reforçarão a segurança em El Salvador e nas regiões vizinhas.”

Alguns dos temas discutidos incluíram exercícios militares conjuntos, treinamentos conjuntos, intercâmbios profissionais e desenvolvimento dos soldados. Também foram discutidos esforços conjuntos de assistência humanitária e ajuda em desastres.

“Essas ações conjuntas são importantes para a nossa segurança nacional e também ajudam a promover uma região mais estável”, disse o Major do Exército dos EUA Jimmy Isakson, oficial de ligação para El Salvador no ARSOUTH. “As redes criminosas que existem na América Central criam instabilidade regional, levando ao aumento da criminalidade e do tráfico de drogas, que é algo que preocupa a todos."

Como comando componente do Exército para o Comando Sul dos EUA, o ARSOUTH, em nome do chefe do Estado-Maior do Exército, conduz discussões de Estado-Maior com os exércitos de El Salvador, Brasil, Chile, Colômbia e Peru, para fomentar parcerias bilaterais e debater formas de combater as ameaças organizadas transnacionais.
Share