Panamá e EUA elogiam a importância do exercício PANAMAX

Por Dialogo
agosto 31, 2010

Autoridades panamenhas e americanas anunciaram, no dia 27 de agosto, que os recentes exercícios militares PANAMAX – que acontecerem entre 19 e 26 de agosto – aumentaram a segurança do Canal do Panamá contra ameaças potenciais, de acordo com a Xinhua.

O exercício multinacional foi realizado no Panamá e foi um valioso treinamento para cerca de 2 mil soldados de 18 nações participantes onde enfrentaram ameaças fictícias comuns no século XXI, incluindo tráfico ilícito, tráfico de drogas, terrorismo e desastres naturais, anunciou o comandante Douglas Fraser, do Comando Sul dos EUA.

Participando de uma entrevista à imprensa junto com o vice-ministro da Segurança do Panamá, Alejandro Garauz, o general Fraser anunciou que o exercício serviu como uma garantia para a segurança regional e do canal, acrescentando que “o canal é vital para garantir a manutenção do transporte global e hemisférico atualmente, informou a Xinhua.

Garauz, por sua vez, disse “Sempre dissemos que o Panamá é o dono do Canal, mas que os parceiros são os demais países”, segundo a Xinhua. Ele acrescentou que 5 por cento do comércio internacional utiliza o canal, enfatizando a necessidade de que a comunidade internacional participe da sua segurança.

Enquanto a Alemanha participou como observador, Argentina, Brasil, Belize, Canadá, Colômbia, Chile, República Dominicana, Equador, El Salvador, Guatemala, Honduras, México, Nicarágua, Paraguai, Peru, Panamá, Uruguai e Estados Unidos participaram do PANAMAX 2010.





Share