Este artigo desaparecerá em cinco segundos

This Web Feature Will Disappear in Five Seconds

Por Dialogo
fevereiro 04, 2013


A sofisticada tecnologia eletrônica usada pelos combatentes em diversos dispositivos como rádios, sensores remotos e até telefones tem agora custo tão baixo que pode ser comum nos campos de batalha. Esses eletrônicos tornaram-se necessários para as operações, mas é quase impossível rastrear e recuperar todos os aparelhos. No final das operações, os aparelhos são frequentemente espalhados pelo campo e podem ser recolhidos pelo inimigo, reutilizados ou analisados, e comprometer a posição de vantagem da tecnologia estratégica do Departamento de Defesa.

O que acontece quando esses dispositivos simplesmente desaparecem quando não são mais necessários? A Agência de Projetos de Pesquisas Avançadas de Defesa (DARPA) anunciou o programa de Recursos Programáveis Desaparecidos (VAPR) com o objetivo de revolucionar a tecnologia de ponta dos eletrônicos transitórios ou capazes de desaparecerem onde foram usados. Os eletrônicos transitórios desenvolvidos através do VAPR devem manter a atual funcionalidade e robustez dos eletrônicos convencionais, mas ao serem acionados devem ser capazes de se degradarem parcial ou completamente nos locais em que se encontram. Uma vez acionados e desmanchados, esses aparelhos serão inúteis para qualquer inimigo que porventura os tenha encontrado.

“Os eletrônicos produzidos em série, ou COTS, fabricados para uso diário, são resistentes e têm duração quase eterna”, disse Alicia Jackson, administradora do programa DARPA. “A DARPA está procurando um meio de fabricar eletrônicos que durem exatamente o tempo necessário. O colapso desses dispositivos poderia ser acionado por um sinal enviado de um comando ou quaisquer outras condições ambientais, como a temperatura”.

A DARPA publicou um anúncio especial instituindo um Dia de Propostas antes de uma convocação final, através de um anúncio abrangendo todas as agências. Os candidatos devem realizar pesquisas básicas sobre materiais, dispositivos, processos de manutenção e fabricação e metodologia de projetos que permitam uma mudança revolucionária no potencial dos eletrônicos transitórios. O programa busca atingir uma demonstração de tecnologia que crie um circuito representativo de um sensor ambiental ou biomédico capaz de se comunicar com um usuário à distância.

“A DARPA já demonstrou que os eletrônicos transitórios podem ser utilizados para detectar infecções em ambientes cirúrgicos”, disse Jackson. “Agora queremos desenvolver uma categoria revolucionária e nova de eletrônicos para diversos sistemas que não necessitem ser submersos em água para serem desativados. Trata-se de uma grande encomenda, e esperamos uma abordagem multidisciplinar. As equipes provavelmente necessitarão de especialistas industriais que conheçam circuitos, integração e projeto. Será preciso encontrar pessoas especializadas em ciência dos materiais para desenvolverem substratos novos. Há muito espaço para as criações de pessoas engenhosas com diversas especializações”.



Share