SOUTHCOM entrega instalações ao Comando de Forças Especiais de El Salvador

SOUTHCOM entrega instalações ao Comando de Forças Especiais de El Salvador

Por Lorena Baires/Diálogo
junho 05, 2020

O Comando Sul dos EUA (SOUTHCOM) entregou, na primeira semana de maio, as instalações renovadas da sede do Comando de Forças Especiais (CFE) da Força Armada de El Salvador (FAES), no município de Ilopango. As instalações hospedarão os militares salvadorenhos que apoiam o combate à pandemia da COVID-19 e abrigarão futuramente os instrutores das nações aliadas, como os EUA.

“Durante a atual pandemia, os dormitórios abrigarão 400 soldados que realizam ações humanitárias e outras funções de apoio à população salvadorenha”, disse à Diálogo Ronald Johnson, embaixador dos EUA em El Salvador. “O Comando de Operações Especiais Sul, em apoio a um dos exercícios militares do Comando Sul, facilitou o desenvolvimento [desses trabalhos] com um investimento de US$ 84.000.”

As instalações renovadas do Comando de Forças Especiais da Força Armada de El Salvador terão capacidade para abrigar 400 militares durante a pandemia. Futuramente, as instalações abrigarão instrutores militares internacionais. (Foto: Embaixada dos EUA em El Salvador)

Esse investimento é o reflexo de uma longa história de colaboração entre os Estados Unidos e El Salvador. “A experiência já demonstrou que só através da união de esforços poderemos superar os desafios que enfrentamos, e reconhecemos que contar com instalações e infraestrutura adequadas é um fator essencial para que a Força Armada salvadorenha possa atingir seus objetivos”, enfatizou o embaixador Johnson. “Os Estados Unidos e El Salvador têm sido parceiros durante décadas. Trabalhamos em conjunto em diversos projetos, compartilhando experiências e expertise ao longo dos anos.”

Os militares que utilizarão essas instalações pertencem às unidades de elite do CFE: o Batalhão de Paraquedistas, o Grupo de Operações Especiais e o Comando Especial Antiterrorista. Esses elementos estão distribuídos nas unidades que lutam contra os grupos criminosos transnacionais e o narcotráfico e agora colaboram na entrega de alimentos e suprimentos médicos nas regiões vulneráveis.

“El Salvador tem sido um parceiro-chave na região no combate ao narcotráfico e contra a violência das gangues. A luta contra as gangues produziu resultados em ambos os países e os casos mais importantes contra os líderes das quadrilhas nos Estados Unidos e em El Salvador são resultado do trabalho árduo conjunto”, disse o embaixador Johnson. “Os Estados Unidos reafirmam seu compromisso de trabalho com a Força Armada de El Salvador e garantem uma melhor infraestrutura para que o corpo militar possa desempenhar suas funções.”

As forças militares dos EUA têm prestado uma assistência-chave para que seus colegas salvadorenhos possam enfrentar a pandemia. Até a terceira semana de abril, os Estados Unidos entregaram mais de 80.000 doações de diversos artigos, tais como kits de alimentos e higiene, roupas de cama e álcool em gel.

“No dia 20 de maio, o SOUTHCOM doou US$ 45.000 em equipamentos de biossegurança para pessoas em quarentena, unidades de segurança e equipes de saúde. Seu apoio vai desde brinquedos, livros, suprimentos para os centros de isolamento, até trajes de biossegurança, para cuidar da saúde e segurança dos profissionais na linha de frente, e demonstra a solidariedade de nosso aliado confiável”, disse Luis Rodríguez, comissário presidencial de Projetos Estratégicos de El Salvador. “Seremos sempre gratos por isso.” A doação também ajudou várias agências do governo de El Salvador, que apoiam as medidas de mitigação e prevenção da COVID-19.

De acordo com dados da sede diplomática norte-americana, os EUA doaram nas últimas semanas aproximadamente US$ 74 milhões para atender à pandemia da COVID-19, melhorar a segurança, fortalecer a economia e apoiar o combate à migração indocumentada. Nos últimos 20 anos, foram investidos US$ 2,6 bilhões no desenvolvimento a longo prazo de El Salvador.

Share