Corpo de Bombeiros do Peru recebe equipamento avançado

Peruvian Fire Brigade Receives Advanced Equipment

Por Pedro Francisco Hurtado Cánepa/Diálogo
agosto 07, 2017

O Corpo Geral de Bombeiros do Peru recebeu uma contribuição importante que melhorará a capacidade operacional e de resposta frente a situações de emergências e incêndios, por meio do Programa de Ajuda Humanitária (HAP, por sua sigla em inglês) do Comando Sul dos Estados Unidos (SOUTHCOM). A doação realizada no dia 12 de julho, com a presença da primeira-dama do Peru Nancy Lange e do embaixador norte-americano Brian A. Nichols, consistiu na entrega de 30 trajes completos especiais resistentes ao fogo, num valor de US$ 45.000. O equipamento foi destinado aos bombeiros dos destacamentos localizados nos distritos limenhos de Santa Anita, Chosica e Callao. Ajuda do SOUTHCOM A entrega é a segunda do ano. A primeira foi feita em janeiro e favoreceu os integrantes do destacamento de Surco, em Lima. Eles receberam oito trajes e 10 pares de botas, num valor aproximado também de US$ 45.000. “A ajuda humanitária do SOUTHCOM no Peru se concentra no apoio a áreas específicas, como saúde, educação e a resposta imediata frente a emergências e desastres, além de resolver problemas de infraestrutura, que incluem soluções básicas como o abastecimento de água potável”, disse à Diálogo o Tenente-Coronel da Força Aérea dos EUA Gerardo Olivarez Jr., coordenador do HAP na Embaixada dos EUA em Lima. Neste caso, “os trajes entregues [aos bombeiros] contam com as especificações e características solicitadas”. Desde 2006, o programa HAP doou mais de US$ 43 milhões ao Peru, para a construção de infraestrutura básica. “Esse auxílio inclui a construção de 16 Centros de Operações de Emergência Regional em um total de 13 regiões do Peru, cujo investimento sozinho supera os US$ 20 milhões”, informou o Ten Cel Olivarez Jr. “O objetivo do [programa] HAP é o de complementar as ações do Governo Nacional do Peru e não gerar uma duplicidade de funções”, disse o Ten Cel Olivarez Jr. “A perspectiva do HAP é a de contar com uma visão integral que vá desde o planejamento e se concretize na operacionalidade das ações. Para isso, é fundamental o trabalho organizado e coordenado com representantes do governo nacional e regional, bem como com as autoridades do âmbito local”, explicou o representante norte-americano. Voluntários com preparação adequada “Apesar das limitações existentes, o nível de preparação do Corpo de Bombeiros Voluntários do Peru é muito bom devido à política de capacitação permanente em favor de “homens e mulheres de vermelho”, disse o General-de-Brigada Fernando Campos Valdivia, diretor geral de operações do Corpo Geral de Bombeiros. “A condição de voluntários é também uma motivação constante para ser melhor a cada dia, conseguir capacitações e estar atualizado quanto às técnicas a serem empregadas em situações de emergências e incêndios.” As últimas emergências atendidas pelo Corpo Geral de Bombeiros motivaram o entusiasmo de dezenas de jovens voluntários que desejam fazer parte da referida instituição. O processo não é complexo; basta apresentar-se no destacamento mais próximo, solicitar sua inscrição e apresentar documentos de identidade. Após receberem a instrução, devem passar por provas físicas, psicológicas e de conhecimento para serem admitidos como alunos bombeiros. A escola básica de bombeiros dura cerca de seis meses. Aprovada nesse módulo, a pessoa é admitida como iniciante e a cada três anos pode solicitar uma promoção. “A carreira pode durar cerca de 40 anos; a capacitação é gratuita e assumida integralmente pelo Estado”, disse o Gen Brig Campos. “A instituição já conta com um terreno de 33 hectares onde se localizará a futura escola de bombeiros do Peru. Estamos trabalhando para conseguir o financiamento e iniciar a referida construção.” Equipamentos de última geração “Os equipamentos doados permitirão melhorar a capacidade de resposta e participação em situações de emergência”, acrescentou o Gen Brig Campos. “Esses equipamentos de última geração e que são utilizados pelos melhores corpos de bombeiros da América Latina nos permitirão renovar parte de nossos equipamentos contra incêndios, cuja vida útil é de dois ou três anos.” O Gen Brig Campos informou que, para 2018, a intenção é a de adquirir e renovar 3.500 uniformes em nível nacional. Somente em Lima há 9.000 bombeiros e, em nível nacional, a cifra supera os 15.000. A frota de veículos é composta, em todo o país, por cerca de 900 veículos de todo tipo, como ambulâncias, equipamentos de resgate, caminhões-pipa e caminhões.
Share