Peru, Colômbia, Estados Unidos e México participam do SIFOREX 2021

Peru, Colômbia, Estados Unidos e México participam do SIFOREX 2021

Por Gonzalo Silva Infante/Diálogo
outubro 07, 2021

Select Language

Nas águas da costa do Peru, o navio oceanográfico da Marinha de Guerra do Peru (MGP) BAP Carrasco tenta achar um submarino perdido no fundo do mar. Após localizar a unidade naval, foi destacado um veículo autônomo submersível para capturar vídeos e fotos do submarino. Enquanto isso, as unidades de superfície se preparam para o resgate.

Esse foi um dos treinamentos realizados no âmbito do Exercício Forças Silenciosas (SIFOREX, em inglês) 2021, realizado entre os dias 20 e 24 de setembro no Mar de Grau, com a participação de cerca de 1.500 militares e 15 unidades navais e aeronavais das marinhas da Colômbia, Estados Unidos, México e Peru. Alemanha, Austrália, Equador, Espanha e Itália participaram do SIFOREX 2021 como observadores.

Os tripulantes de um submarino tentam escapar dos ataques de unidades de superfície e aéreas, durante o exercício de guerra antissubmarina SIFOREX 2021. (Foto: Marinha de Guerra do Peru)

O SIFOREX 2021 coincidiu com o exercício multinacional UNITAS LXII, que teve início no dia 27 de setembro, e com o bicentenário da independência do Peru.

O SIFOREX, em sua 12ª edição, é um exercício de operações de guerra antissubmarina para desenvolver estratégias e táticas com submarinos diesel-elétricos. O exercício também realiza operações de guerra antissuperfície e de busca e localização de submarinos perdidos, oferecendo uma oportunidade única para que as tripulações consolidem seus conhecimentos. Entre os cenários, os participantes simularam situações para treinar procedimentos de evasão contra unidades de superfície e aéreas e melhorar os procedimentos de ataque face a diferentes ameaças.

“Para a Marinha Nacional da Colômbia, é uma grande honra estar aqui participando dos exercícios de busca e resgate de um submarino. É uma grande experiência que podemos acrescentar a nossas capacidades a bordo dos submarinos em Cartagena”, disse o Capitão de Fragata Jaime Andrés Zambrano Gómez, da Marinha da Colômbia, comandante do submarino ARC Indomable, em um vídeo da MGP publicado no Facebook.

“Como espanhol e como marujo, é um orgulho ter recebido o convite da Marinha de Guerra do Peru para participar desse treinamento e poder comprovar os exercícios em primeira mão e intercambiar experiências com as marinhas de outros países”, disse o Capitão-Tenente Pablo Martínez Truchado, da Marinha da Espanha, no mesmo vídeo.

O Peru destacou dois submarinos, quatro navios de superfície, dois aviões de asa fixa e dois helicópteros. Por sua vez, os Estados Unidos levaram um avião de patrulha marítima, um destruidor de mísseis com dois helicópteros e um submarino de propulsão nuclear. A Colômbia chegou com um submarino e uma fragata leve, enquanto o México destacou uma patrulheira oceânica de longo alcance.

 

Share