Paraguai: agentes antidrogas apreendem quase 9 toneladas de maconha

Paraguai: agentes antidrogas apreendem quase 9 toneladas de maconha

Por Eduardo Szklarz/Diálogo
março 04, 2021

A Secretaria Nacional Antidrogas (SENAD) do Paraguai iniciou suas atividades em 2021 apreendendo 8,7 toneladas de maconha no estado de Canindeyú. Durante a operação, no dia 8 de janeiro, os agentes confiscaram 5.550 quilos de maconha picada e 3.136 kg de maconha prensada.

“Para isso penetramos em uma zona rural conhecida como Karupera, no distrito de Yby Pytã”, informou a SENAD em um comunicado. O distrito se localiza a poucos quilômetros da fronteira com o Brasil, que seria o provável destino da droga.

No dia 14 de janeiro, em conjunto com a Marinha do Paraguai, os agentes confiscaram 149 kg de maconha durante um controle fluvial na cidade de Salto del Guairá, no estado de Canindeyú.

No dia 14 de janeiro, agentes da SENAD e da Marinha do Paraguai confiscaram 149 kg de maconha durante um controle fluvial na cidade de Salto del Guairá, estado de Canindeyú. (Foto:  Secretaria Nacional Antidrogas do Paraguai)

“Apreendemos a carga perto do rio [Paraná], pronta para ser levada ao Brasil”, informou a SENAD. “A droga pertenceria a um grupo de narcotraficantes que opera em zonas ribeirinhas.”

No dia 19 de janeiro, os agentes localizaram uma residência utilizada como armazém de maconha na cidade paraguaia de Presidente Franco, situada na fronteira com Porto Iguaçu, Argentina, e Foz do Iguaçu, Brasil.

“Um indivíduo de 46 anos foi detido com 100 kg de maconha”, explicou a força, que confiscou a camionete utilizada para transportar as cargas até a região da fronteira.

Durante outra operação realizada no dia 20 de janeiro, os agentes destruíram quase 10 toneladas de cultivos ilícitos de cannabis em uma zona de bosques de Bella Vista, estado de Caaguazú.

“A droga estava escondida em um acampamento precário. Além da maconha picada e prensada, nós destruímos 3 hectares [de cannabis]”, informou a SENAD.

No final de dezembro, fechando o ciclo de luta contra o narcotráfico em 2020, as autoridades paraguaias incineraram 18 toneladas de maconha no estado de Itapúa, também na fronteira com a Argentina.

Segundo o site paraguaio Unicanal, a droga tinha sido apreendida em diversos procedimentos realizados pela Unidade Fiscal Antinarcóticos.

O Paraguai continua sendo o país com as maiores quantidades de cannabis apreendidas, de acordo com o “Relatório Mundial sobre Drogas 2020” do Gabinete das Nações Unidas para Drogas e Crimes. Os principais destinos das drogas são o Brasil (77 por cento) e a Argentina (20 por cento), detalhou o relatório.

Share