Paraguai: agentes antidrogas apreendem mais de 13 toneladas de maconha em cinco dias

Paraguai: agentes antidrogas apreendem mais de 13 toneladas de maconha em cinco dias

Por Eduardo Szklarz/Diálogo
novembro 12, 2021

Select Language

Em apenas cinco dias, a Secretaria Nacional Antidrogas (SENAD) do Paraguai tirou de circulação mais de 13 toneladas de maconha. No dia 30 de setembro de 2021, os agentes detiveram dois brasileiros e dois paraguaios quando negociavam a entrega de um carregamento com 1.198 quilos de maconha.

Os indivíduos foram surpreendidos em dois veículos no estacionamento de um centro comercial em Pedro Juan Caballero, no Paraguai. Um dos veículos estava repleto de caixas com drogas, até mesmo sobre os assentos dos passageiros. “A carga seria destinada a facções criminosas brasileiras”, disse a SENAD em um comunicado.

No dia 26 de setembro, em outra operação, a SENAD vistoriou uma zona rural de Colonia Britez Cué, no estado de Canindeyú, e detectou um acampamento para fabricação e armazenamento de maconha. Os agentes apreenderam 550 kg de maconha picada e duas prensas rústicas. Eles também destruíram quatro hectares de cultivos de maconha. “Com isso, a droga retirada de circulação gira em torno de 12,5 toneladas”, informou a Agência de Informação Paraguaia.

No Aeroporto Internacional Silvio Pettirossi, os agentes antidrogas do Paraguai detectaram um relógio de parede que seria enviado à Inglaterra com 512 gramas de cloridrato de cocaína. (Foto: Secretaria Nacional Antidrogas do Paraguai)

Narco pacotes

Troféus, um quadro e até um relógio de parede; esses foram alguns dos cinco narco pacotes detectados pela SENAD nas últimas semanas no Aeroporto Internacional Silvio Pettirossi.

Os agentes antidrogas contaram à imprensa, no dia 29 de setembro, como os traficantes usam a criatividade para enviar drogas para o exterior. Um relógio de parede que seria enviado à Grã-Bretanha, por exemplo, continha 512 gramas de cloridrato de cocaína.

Em outro pacote com o mesmo destino, havia quatro troféus que, juntos, continham 1 kg de cloridrato de cocaína, publicou o jornal paraguaio Última Hora. A terceira caixa, que também seria enviada à Grã-Bretanha, continha outros troféus com 250 gramas de cocaína em seu interior.

Os agentes suspeitaram ainda de um quadro de parede que seria enviado à Irlanda. Ao abri-lo, viram que continha lâminas com 504 gramas de cocaína, informou a SENAD.

Por fim, os agentes apreenderam um pacote procedente dos Estados Unidos, em cujo interior havia uma máquina purificadora de ar que ocultava 12,6 kg de haxixe com alto teor de THC. “O destino seria a Tríplice Fronteira, onde a droga seria avaliada em US$ 60.000”, informou Última Hora. As detecções foram realizadas em conjunto com a Direção Nacional de Aeronáutica Civil e a Direção Nacional de Aduanas do Paraguai.

Share