Panamá apreende 1,4 tonelada de cocaína

Por Dialogo
abril 24, 2013


As autoridades panamenhas apreenderam 1,47 tonelada de cocaína e detiveram quatro colombianos, enquanto o diretor do Serviço Nacional Aeronaval do Panamá (SENAN), Belsio González, garantiu, em 22 de abril, que o tráfico de drogas para o norte do continente “está minguando”.



A apreensão foi feita no dia 20 de abril, na fronteira com a Colômbia, em uma operação chamada “Poder de Deus”, com a participação de três lanchas e quatro helicópteros do SENAN, explicou González.



“Foi feita a captura dessa embarcação com quatro colombianos a bordo e 59 sacos de cocaína, totalizando 1,47 tonelada”, declarou González.



A polícia precisou perseguir a embarcação veloz por vários minutos, depois de suspeitas levantadas pela linha de flutuação abaixo do nível, devido ao peso da carga.



“Definitivamente, esse tipo de tráfico diminuiu”, disse González, atribuindo o fato à presença policial e à “Operação Martillo”, uma iniciativa multinacional antidrogas lançada em janeiro de 2012 pelos Estados Unidos e pela América Central.



Ainda que o tráfico tenha diminuído pelo Panamá, as mesmas fontes indicam que os narcotraficantes estavam com os olhos voltados para a Costa Rica para continuar sua logística de tráfico marítimo, principalmente no Atlântico.



“Os narcotraficantes decidiram – devido à nossa presença e à de outras entidades – migrar para outro país vizinho, tentando evitar nosso cerco”.



Ele disse que a redução poderá ser mais intensa quando, nos próximos meses, entrarem em funcionamento novos equipamentos de radares, aviões de patrulhamento, helicópteros e embarcações.



Em 2012, as autoridades do Panamá apreenderam 35 toneladas de drogas, contra 39 toneladas em 2011, segundo registros oficiais.



Nos últimos 13 anos o governo apreendeu um total de 319 toneladas de drogas, sendo a maior quantidade em 2009 e 2010, com 54 toneladas em cada ano, um recorde anual até o momento.






Share