Panamá e Estados Unidos assinam acordo de entendimento sobre segurança marítima

Panamá e Estados Unidos assinam acordo de entendimento sobre segurança marítima

Por Embaixada dos EUA no Panamá
fevereiro 19, 2021

No dia 10 de fevereiro de 2021, o chefe da missão da Embaixada dos Estados Unidos no Panamá, Stewart Tuttle, e o ministro da Segurança Pública da República do Panamá, Juan Pino, assinaram um memorando de entendimento entre os dois países para manter a assistência norte-americana às instituições de segurança panamenhas que operam no mar, através da doação de equipamentos e capacitação técnica. O memorando assinado tem como destinatários a Força Marítima Conjunta do Panamá e o Centro Regional de Operações Aeronavais (CROAN), que operam sob o comando do Ministério da Segurança Pública.

O acordo de segurança marítima busca apoiar o Panamá para garantir a presença e a vigilância das instituições de segurança panamenhas em suas águas territoriais, com o objetivo de dissuadir atividades ilícitas como o tráfico de drogas e a pesca ilegal, bem como dar apoio às operações de busca e resgate em alto-mar.

Durante a cerimônia de assinatura do memorando de entendimento, o chefe da missão Tuttle entregou ao Ministério da Segurança Pública, em nome do governo dos EUA, uma lancha rápida Boston Whaler de 37 pés, além de um equipamento tático destinado aos oficiais encarregados das tarefas de vigilância no mar.

“Agradeço ao ministro Pino por sua liderança e visão ao desenvolver o CROAN e por aumentar a coordenação entre as instituições de segurança sob a Força Marítima Conjunta. O Panamá mostrou ser um líder regional na luta contra o narcotráfico, apreendendo mais drogas do que qualquer outro país da América Central. Os Estados Unidos estão comprometidos com o Panamá em manter a segurança dos panamenhos e da região”, disse o chefe da missão diplomática dos EUA durante a cerimônia.

Nos últimos cinco anos, os Estados Unidos doaram seis lanchas rápidas Boston Whaler, avaliadas em mais de US$ 4 milhões, às instituições de segurança panamenhas. Esse apoio é parte dos mais de US$ 225 milhões que o governo dos EUA ofereceu ao Panamá nos últimos cinco anos, buscando fortalecer a resposta panamenha às ameaças do crime organizado transnacional.

Share