• Home »
  • Ameaças Transnacionais »
  • Marinha dos EUA realiza operação Liberdade de Navegação e contesta excessivas reivindicações marítimas da Venezuela no Mar do Caribe

Marinha dos EUA realiza operação Liberdade de Navegação e contesta excessivas reivindicações marítimas da Venezuela no Mar do Caribe

Marinha dos EUA realiza operação Liberdade de Navegação e contesta excessivas reivindicações marítimas da Venezuela no Mar do Caribe

Por Gabinete de Relações Públicas do Comando Sul dos EUA (SOUTHCOM)
junho 23, 2020

Enquanto atuava pacificamente no Mar do Caribe, o destroier de teleguiados USS Nitze da classe Arleigh Burke realizou uma operação de liberdade de navegação no dia 23 de junho, contestando uma excessiva reivindicação marítima da Venezuela.

O navio da Marinha dos EUA realizou a operação nas águas internacionais fora das 12 milhas náuticas da jurisdição territorial venezuelana. Durante a operação, a embarcação navegou legalmente em uma área cujo controle é erroneamente reivindicado pelo regime ilegítimo de Nicolas Maduro, uma reclamação que é inconsistente com a lei internacional.

A Marinha dos EUA realiza operações de liberdade de navegação rotineiramente em todo o mundo, para preservar a navegação marítima e garantir os direitos de acesso a todas as nações, os quais são vitais para a mobilidade global das forças dos EUA.

O acesso global às águas internacionais protege os interesses nacionais dos EUA, promove uma ordem internacional justa e garante que a Marinha dos EUA possa realizar suas missões essenciais, incluindo os destacamentos de assistência humanitária, as operações de alívio durante desastres, o apoio aos esforços internacionais antinarcóticos e os exercícios multinacionais que fortalecem as parcerias regionais.

“Os Estados Unidos continuarão voando, navegando e operando onde quer que a lei internacional o permita, preservando os direitos, as liberdades e o uso legal do espaço marítimo e aéreo garantidos a todas as nações”, disse o Almirante de Esquadra da Marinha dos EUA Craig S. Faller, comandante do Comando Sul dos EUA. “Essas liberdades são o fundamento dos contínuos esforços de segurança e são essenciais para a paz e a estabilidade da região.”

Share