• Home »
  • Capacitação e Desenvolvimento »
  • Líderes de segurança dos EUA e do Caribe participam de exercício teórico em fórum virtual sobre mecanismos regionais para mitigar o impacto de desastres naturais em um ambiente de COVID-19

Líderes de segurança dos EUA e do Caribe participam de exercício teórico em fórum virtual sobre mecanismos regionais para mitigar o impacto de desastres naturais em um ambiente de COVID-19

Líderes de segurança dos EUA e do Caribe participam de exercício teórico em fórum virtual sobre mecanismos regionais para mitigar o impacto de desastres naturais em um ambiente de COVID-19

Por Comando Sul dos EUA (SOUTHCOM)
junho 05, 2020

Líderes da defesa e segurança pública de 13 nações e quatro territórios caribenhos participaram da Conferência de Segurança do Caribe 2020 (CANSEC), nos dias 2 e 3 de junho, realizada virtualmente pela primeira vez pelo Comando Sul dos EUA (SOUTHCOM).

No início da temporada de furacões, a CANSEC deste ano se concentrou nos mecanismos regionais para mitigar o impacto dos desastres em um ambiente de COVID-19.

A conferência incluiu sessões de informação virtuais e discussões moderadas sobre a atual resposta à pandemia da COVID-19 e sobre a prontidão da região para a temporada de furacões, que começou no dia 1º de junho e durará até 30 de novembro. Os participantes também realizaram exercícios teóricos, comandados pela Agência de Gestão de Emergências em Casos de Desastres do Caribe (CDEMA, em inglês), com cenários que exigiam respostas regionais simultâneas a furacões e pandemias.

Entre os países do Caribe que participaram do evento estão Antígua e Barbuda, Bahamas, Barbados, Belize, Dominica, Granada, Guiana, Haiti, Jamaica, República Dominicana, Santa Lúcia, São Vicente e Granadinas, além de Trinidad e Tobago.

Representantes das Bermudas, Ilhas Cayman, Montserrat e Turcas e Caicos também participaram.

Cinco organizações regionais participaram do fórum virtual, incluindo a Comunidade Caribenha, conhecida como CARICOM, a Agência de Implementação para o Crime e a Segurança (IMPACS, em inglês), a CDEMA, a Agência de Saúde Pública do Caribe (CARPHA, em inglês) e o Sistema Regional de Segurança (RSS, em inglês) das Antilhas Orientais.

Líderes de segurança do Conselho Interamericano de Desenvolvimento do Canadá, França, México, Países Baixos e Reino Unido também contribuíram para a conferência deste ano.

Os participantes contaram também com a companhia de líderes e especialistas em segurança do SOUTHCOM, do Departamento de Defesa, da Universidade de Defesa Nacional, do Departamento de Estado, do Comando Norte dos EUA, bem como de generais adjuntos de Dakota do Sul, Delaware, Flórida, Ilhas Virgens dos EUA, Luisiana, Porto Rico, Rhode Island e Washington, D.C.

O Almirante de Esquadra da Marinha dos EUA Craig S. Faller, comandante do SOUTHCOM, deu as boas-vindas aos participantes da CANSEC e abordou a importância de compartilhar as lições aprendidas durante a atual pandemia, que fez com que a conferência fosse celebrada de forma virtual. “A COVID-19 varreu o mundo todo e afetou a todos nós”, disse o Alte Esq Faller. “É a norma, e será a norma até que possamos vacinar e imunizar toda a população mundial.”

Ele considerou “sólida” a assistência que o SOUTHCOM tem proporcionado durante a COVID-19 aos seus parceiros do Caribe, América Central e América do Sul, que inclui “cerca de 200 projetos que têm sido muito flexíveis e rápidos”, no valor total aproximado de US$ 2 milhões.

“Em termos gerais, a resposta do governo dos EUA na região aos [esforços] da COVID, especialmente através da USAID [Agência dos EUA para o Desenvolvimento Internacional], foi de quase US$ 100 milhões”, acrescentou.

O Alte Esq Faller elogiou os países do Caribe por desenvolverem abordagens regionais para os desafios de segurança.

“Temos os mecanismos certos”, disse a todos, referindo-se à CARICOM, IMPACS, RSS, CDEMA, CARPHA, e à Célula Multinacional de Coordenação do Caribe, em Barbados. “Todas essas estruturas estão no lugar. Precisamos fazê-las funcionar.”

Share