JTF-Bravo se compromete a oferecer assistência adicional

JTF-Bravo se compromete a oferecer assistência adicional

Por Força-Tarefa Conjunta Bravo/Editado pela equipe da Diálogo
novembro 13, 2020

À medida que os esforços para salvar vidas continuam em Honduras, Panamá e Guatemala, a Força-Tarefa Conjunta Bravo (JTF-Bravo, em inglês) começa a transição das operações de resgate para a entrega da ajuda necessária às comunidades que ficaram isoladas durante dias, desde que o furacão Eta passou pela América Central.

O Almirante de Esquadra da Marinha dos EUA Craig S. Faller, comandante do Comando Sul dos EUA, está autorizado a dirigir as forças designadas no local ou próximo ao lugar onde ocorreu um desastre no exterior, para tomar medidas rápidas para salvar vidas humanas. O secretário interino da Defesa, Christopher Miller, prolongou a missão da JTF-Bravo até 16 de novembro de 2020, e também autorizou fundos adicionais para o programa de Ajuda Humanitária, Assistência a Catástrofes e Ajuda Cívica no Exterior.

“As nações anfitriãs se encarregam cada vez mais da busca e do salvamento”, disse o Coronel do Exército dos EUA John D. Litchfield, comandante da JTF-Bravo. “A decisão de ajudar por mais quatro dias é oportuna. Também nos dá tempo para transferir os nossos esforços de ajuda aos nossos parceiros.”

A pedido do Escritório de Assistência Humanitária da Agência dos EUA para o Desenvolvimento Internacional (USAID, em inglês), a JTF-Bravo também iniciou a entrega de ajuda humanitária e socorro em casos de desastres na Guatemala e em Honduras. A primeira entrega de suprimentos humanitários da USAID foi realizada em 9 de novembro de 2020, no estado de Cortés, Honduras.

Esta missão tem sido um esforço de colaboração entre os governos e organizações da nação anfitriã, as Forças Armadas dos EUA e as embaixadas dos EUA em cada país.

“Em Honduras, Panamá e Guatemala, o nosso apoio tem sido uma relação coordenada e de cooperação com os respectivos governos, criando parcerias e seguindo a sua liderança durante todo o esforço de recuperação”, disse o Tenente-Coronel do Exército dos EUA Adam Bock, comandante do 1º Batalhão do 228º Regimento de Aviação, atualmente destacado no Panamá.

Existem agora aproximadamente 250 militares da JTF-Bravo, do Exército Sul dos EUA, do Comando de Operações Especiais Sul e do Comando Sul dos EUA, distribuídos entre Honduras, Panamá e Guatemala.

Share