JTF-Bravo continua apoiando as comunidades hondurenhas devastadas pelos furacões Eta e Iota

JTF-Bravo continua apoiando as comunidades hondurenhas devastadas pelos furacões Eta e Iota

Por Kay Valle/Diálogo
abril 29, 2021

A Força-Tarefa Conjunta Bravo (JTF-Bravo, em inglês) do Comando Sul dos EUA (SOUTHCOM) continua apoiando as comunidades hondurenhas que ainda sofrem os efeitos dos furacões Eta e Iota, ocorridos em novembro de 2020. No início de abril de 2021, esse apoio passou a ser aos esforços de reconstrução.

“Falando diretamente sobre a experiência da equipe de Assuntos Civis da JTF-Bravo no norte de Honduras, o trabalho se concentrou inicialmente em garantir que os hondurenhos recebessem alimentos, água e assistência médica, através dos esforços coordenados com o governo local, a USAID [Agência dos EUA para o Desenvolvimento Internacional] e organizações não governamentais”, disse à Diálogo o Capitão do Exército dos EUA Nathaniel Mullen, oficial de Assuntos Civis da JTF-Bravo.

A JTF-Bravo apoiou a reconstrução do hospital Limeños de Corazón, em La Lima, estado de Cortés, e distribuiu equipamentos de proteção individual, em março de 2021. (Foto: Cortesia de José Santiago Motiño)

“As operações de retirada de escombros e para garantir que os residentes tivessem abrigo também foram uma prioridade. Entretanto, à medida que se avança e se volta à normalidade, estamos dando mais atenção à ajuda nos esforços de reconstrução”, acrescentou o oficial.

De acordo com o Cap Mullen, o SOUTHCOM, através de seu Programa de Assistência Humanitária, já contribuiu com cerca de US$ 150.000 para o estado de Cortés, levando apoio aos projetos de infraestrutura. Em El Progreso, no estado de Yoro, equipes de Assuntos Civis da força iniciaram a construção de 600 casas para as famílias atingidas.

Reabrir estruturas essenciais, como hospitais e escolas, foram algumas das prioridades da JTF-Bravo. Por exemplo, no início de abril, engenheiros da força completaram a reforma de uma escola em Santa Bárbara, o que incluiu materiais para o teto danificado, vasos sanitários novos, um grande tanque de água e um novo sistema hidráulico.

Em março, no município de La Lima, em Cortés, as equipes da JTF-Bravo começaram a trabalhar na reconstrução da escola Manuel Bonilla. O projeto inclui cozinha, refeitório, cafeteria, quatro salas de aulas, mobiliário escolar e ar condicionado, e será finalizado em junho, custando US$ 11.000.

“Ficamos com lágrimas nos olhos ao ver a grande destruição e agora, com o esforço e a ajuda de uma mão amiga por parte do SOUTHCOM, estamos reconstruindo. Os cidadãos de La Lima somos pessoas resilientes”, disse à Diálogo o prefeito de La Lima, José Santiago Motiño.

 

Ficamos com lágrimas nos olhos ao ver a grande destruição e agora, com o esforço e a ajuda de uma mão amiga por parte do SOUTHCOM, estamos reconstruindo. Os cidadãos de La Lima somos pessoas resilientes”, prefeito de La Lima, José Santiago Motiño.

 

Motiño disse que outra doação de US$ 40.000 foi destinada à reconstrução do novo hospital Limeños de Corazón, que foi inaugurado em agosto de 2020, e para a entrega de equipamentos de proteção individual para os pacientes e as equipes de saúde.

Diante da devastação causada pelos dois furacões, o SOUTHCOM respondeu com uma força de apoio, entregando mais de 544.000 quilos de ajuda humanitária, realizando mais de 850 resgates e contribuindo com US$ 6,6 milhões para as comunidades devastadas de Honduras, Guatemala, Panamá e Colômbia.

A resposta das comunidades hondurenhas, disse o Cap Mullen, “foi incrível. Muitos estavam felizes de ver a equipe de Assuntos Civis [da JTF-Bravo] trabalhando em seu estado, e até fizeram todo o possível para agradecer-nos. Isso foi inspirador e definitivamente ajudou a equipe a fazer o que for possível durante sua estada em Honduras”.

Share