Guatemala ratifica compromisso de impedir testes nucleares

Por Dialogo
janeiro 17, 2012

A Guatemala ratificou o Tratado Abrangente de Proibição dos Testes Nucleares (CTBT), suspenso por 15 anos, disse na sexta-feira o chefe da organização com sede em Viena.

“A ratificação do CTBT pela Guatemala é um importante passo para um mundo livre de armas nucleares”, disse o secretário executivo da organização.

“Com ele a Guatemala reafirma seu compromisso de coibir os testes nucleares e de apoiar a não proliferação e o desarmamento em todo o mundo.”

A Guatemala assinou o tratado em 1999 e seu ministro das Relações Exteriores, Rodas Melgar, o ratificou na sede da ONU em Nova York na última quinta-feira.

O tratado, que proíbe as explosões nucleares com propósitos militares ou civis, foi assinado por 182 países e ratificado por 156.

O compromisso não terá força até que seja ratificado pelos Estados Unidos, China, Egito, Irã e Israel (países que o assinaram, mas não o ratificaram), bem como Coreia do Norte, Índia e Paquistão (que não o assinaram) – todos países que utilizam a tecnologia nuclear.

Em abril de 2009, o presidente norte-americano Barack Obama criou expectativas ao afirmar que tentaria a ratificação do CTBT pelo Senado dos EUA, mas Washington mantém o tratado em espera desde então.



Share