A Guarda Nacional da Geórgia anuncia parceria estatal com a Argentina

Georgia National Guard Announces State Partnership with Argentina

Por Desiree Bamba, Georgia Department of Defense
novembro 16, 2016

A Guarda Nacional da Geórgia foi selecionada como parceira dos EUA para a República da Argentina, como parte do Programa de Parceria Estatal (SPP, por sua sigla em inglês) do Departamento de Defesa, de acordo com um anúncio feito em 10 de novembro. “O Programa de Parceria Estatal nos permite aproveitar os vínculos profundos e confiáveis que a Guarda Nacional criou com um grande grupo de aliados estrangeiros entre os vários comandos de combate”, disse o Tenente Brigadeiro do Ar Joseph L. Lengyel, da Força Aérea dos EUA, chefe do Escritório da Guarda Nacional. “Tenho certeza de que a Guarda Nacional da Geórgia e a Argentina colherão os benefícios da variedade extraordinariamente rica de competência e experiência que cada uma trará a essa parceria.” Orientado pelas metas de política estrangeira do Departamento de Estado dos EUA, o SPP é administrado pelo Escritório da Guarda Nacional e dá apoio aos objetivos de cooperação de segurança dos comandantes do teatro de operações. O programa tem criado, com sucesso, relacionamentos em todo o mundo por mais de 20 anos. Com a inclusão da Argentina, o SPP terá um total de 73 estados parceiros. “Sinto-me honrado pelo fato de que nosso Departamento de Defesa da Geórgia passará a fazer parte do Programa de Parceria Estatal com a Argentina”, disse o governador da Geórgia Nathan Deal. “Aguardamos com grande expectativa essa parceria, pois ela servirá como oportunidade para muitas das principais indústrias e empresas da Geórgia, bem como agências governamentais, universidades e organizações civis.” A Argentina se tornará a segunda parceira estatal da Geórgia. O Estado formalizou uma parceria com o país da Geórgia em 1994. Desde que a parceria teve início, a Guarda Nacional da Geórgia estabeleceu mais de 100 intercâmbios, desde assistência humanitária e preparação para assistência em desastres, a manutenção, gerenciamento de emergência, oportunidades na aviação e re-estruturação da Polícia Militar da Geórgia. O relacionamento EUA-Argentina teve um avanço considerável quando o então recém-eleito presidente argentino, Mauricio Macri, solicitou a inclusão da Argentina no SPP no início de 2016. Desde então, a Guarda Nacional da Geórgia demonstrou um espectro de habilidades que ajudarão no atendimento dos requisitos de segurança da Argentina e na solidificação da colaboração de segurança já existente. O SPP entre o estado da Geórgia e a Argentina estabelecerá a base para o desenvolvimento de um relacionamento bem-sucedido de longa duração, através do compartilhamento de conhecimento em resposta a emergência e desastres, aperfeiçoamento da segurança de fronteira e fortalecimento da cooperação nas operações de paz e preparação, afirmaram as autoridades da Geórgia. “Estou entusiasmado para começar nosso relacionamento e explorar oportunidades entre o Estado da Geórgia e a República da Argentina,” disse o Brigadeiro Joe Jarrard, brigadeiro adjunto da Guarda Nacional da Geórgia. “A Argentina tem uma economia aberta e bem desenvolvida, com Forças Armadas consolidadas. Nossa organização espera fornecer assistência em questões ambientais relacionadas a enchentes e incêndios florestais, trocas e manutenção na aviação, segurança de fronteira, logística e preparação para desastres. O relacionamento futuro entre esse país da América do Sul e nosso estado sulista é ilimitado e ajudará a fortalecer não só nossos dois países, mas também aumentar a estabilidade nas Américas. O SPP evoluiu de uma decisão do Comando Europeu dos EUA, em 1991, para a criação de um Programa de Equipe de Contato Conjunto na Região do Báltico, com soldados e pilotos de reserva. Uma proposta posterior do Escritório da Guarda Nacional associou os estados dos EUA com três países emergentes do antigo bloco soviético e, assim, surgiu o SPP, tornando-se uma ferramenta fundamental de cooperação de segurança dos EUA, facilitando a cooperação em vários aspectos de questões civis e militares internacionais, incentivando os laços entre as pessoas em nível estatal. Através do SPP, a Guarda Nacional conduz ações militares entre os dois grupos em apoio às metas de segurança de defesa, mas também faz uso de relacionamentos de toda a sociedade e dos recursos para facilitar ações inter-agências e de resposta, abrangendo forças armadas, governo, esferas econômicas e sociais.
Share