Ex-Guerrilheiro Colombiano Recebe Asilo na França

Por Dialogo
dezembro 15, 2008

VOA Noticias Um ex-membro das Farc, grupo rebelde colombiano, foi o primeiro a tirar vantagem de uma oferta francesa de asilo. O rebelde chegou em Paris com a ex-refém franco-colombiana Ingrid Betancourt. O ex-guerilheiro Colombiano das Farc, Wilson Bueno, chegou em Paris com sua namorada – acompanhado da famosa ex-refém Ingrid Betancourt, que foi libertada no início desse ano depois um período de seis anos mantida em cativeiro pelas Farc. O governo Francês não está entrando em detalhes sobre onde Bueno vai ficar, para proteger sua privacidade. Bueno, mais conhecido como “Isaza”, virou um heroi na Colômbia depois de ter escapado das Farc no final de outubro, juntamente com outro refém de 62 anos de idade. No ano passado, a França ofereceu asilo político a rebeldes colombianos que se mobilizassem com seus seqüestrados, e Bueno foi o primeiro a se beneficiar dessa oferta. Ele também recebeu uma recompensa de 400 mil dólares do governo colombiano por arriscar sua vida e fugir com o refém. Mas a Federação Internacional de Direitos Humanos, por sua vez, preocupa-se com essa oferta francesa de asilo. Luis Guillermo Peres, colombiano nato, é secretário geral do grupo de monitoramento. Ele afirma que a posição da sua organização na questão do asilo é que as vítimas devem se beneficiar primeiro. No caso de Bueno, ele diz que, segundo a lei colombiana, o governo não pode perdoar crimes que incluam seqüestro. Acredita-se que os rebeldes das Farc mantêm mais de 700 reféns, incluindo 28 que são considerados prisioneiros políticos e mantidos com o intuito de possíveis trocas por membros das Farc que estão em prisões na Colômbia e nos Estados Unidos.
Share