Forças Armadas brasileiras combatem incêndio no Pantanal

Forças Armadas brasileiras combatem incêndio no Pantanal

Por Taciana Moury/Diálogo
setembro 11, 2020

Militares das Forças Armadas brasileiras combatem, desde o dia 25 de julho de 2020, o incêndio que atinge o Pantanal entre os estados de Mato Grosso (MT) e Mato Grosso do Sul (MS). A Operação Pantanal, deflagrada pelo Ministério da Defesa para auxiliar no combate ao incêndio, está mobilizando cinco aeronaves e mais de 400 pessoas, entre militares e civis. As queimadas são consequência da seca que assola a região, considerada a maior planície alagada contínua do mundo, com 140.000 quilômetros quadrados, localizada em território brasileiro.

Um helicóptero da FAB auxilia no transporte e evacuação dos militares, bombeiros e brigadistas que lutam para conter as chamas. (Foto: ComSoc 6°DN/Operação Pantanal)

Segundo informações da Agência Brasil, até o dia 17 de agosto, mais de 1,5 milhão de hectares já haviam sido devastados pelo fogo nos dois estados. Números do Corpo de Bombeiros de MS estimam que já foram queimados 910.000 hectares de vegetação do Pantanal do lado de MS e cerca de 640.000 hectares em MT.

Cinco aeronaves estão sendo utilizadas para potencializar o trabalho feito em terra pelos militares e brigadistas do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis e Bombeiros Militares do Corpo de Bombeiros dos dois estados. A coordenação do emprego das aeronaves está sendo realizada pelo Comando de Operações Aeroespaciais, uma unidade da Força Aérea Brasileira (FAB) sediada em Brasília.

A Marinha do Brasil (MB) está empregando os helicópteros Super Cougar e Esquilo. Este último é utilizado para o reconhecimento e transporte de brigadistas, como também no combate direto ao incêndio. A aeronave possui um dispositivo de combate a incêndios que permite aproximar mais das áreas atingidas e despejar água e espuma de forma mais precisa.

Um Black Hawk da FAB realizou o resgate de seis brigadistas presos numa região de pântano em consequência das chamas. (Foto: ComSoc 6°DN/Operação Pantanal)

O Exército Brasileiro enviou para o Pantanal a aeronave HM-1 Pantera, também utilizada no transporte de pessoal e no reconhecimento e levantamento dos pontos de incêndio. Participam ainda da operação embarcações da MB, fuzileiros navais com curso de incêndio florestal e agências federais e estaduais.

Cargueiro da FAB reforça o combate

As potencialidades do cargueiro C-130 Hércules da FAB estão sendo utilizadas para o resfriamento dos focos de incêndio. A aeronave, operada pelo 1° Esquadrão do 1° Grupo de Transporte, é capaz de despejar até 12.000 litros de água em cada sobrevoo, segundo informações da Agência Força Aérea.

Já o helicóptero H-60L Black Hawk da FAB tem atuado no transporte dos brigadistas até os locais das chamas. A equipe também fica de alerta para alguma eventualidade, como a que aconteceu no dia 14 de agosto, quando os militares da FAB tiveram que resgatar um grupo de brigadistas.

Share