Força pública da Colômbia restringe envios de narcóticos

Força pública da Colômbia restringe envios de narcóticos

Por Yolima Dussán/Diálogo
julho 30, 2020

A força pública colombiana continua fortalecendo os seus resultados na luta contra o narcotráfico, com vários golpes ao crime organizado, entre os dias 17 e 25 de junho.

Nas selvas de Guaviare, o Exército da Colômbia destruiu um laboratório de produção de narcóticos no dia 23 de junho. (Foto: Exército Nacional da Colômbia)

No dia 25 de junho, a Marinha da Colômbia informou em um comunicado que unidades de Reação Rápida da Estação de Guarda-Costas de Buenaventura interceptaram uma embarcação no estado de Valle del Cauca, encontrando 158,8 quilos de maconha e 540 kg de cloridrato de cocaína.

Com essa interdição, a Força Naval do Pacífico ultrapassa as 77 toneladas de drogas apreendidas no primeiro semestre de 2020, afirma a Marinha da Colômbia.

No dia 22 de junho, membros das Forças Armadas da Colômbia localizaram, nas selvas de Guaviare, um laboratório clandestino de processamento de alcaloides avaliado em US$ 890.000, informou um boletim de imprensa das Forças Militares da Colômbia, no dia 23 de junho.

“Os soldados encontraram meia tonelada de cloridrato de cocaína, mais de 101 kg de pasta base de coca, 2.145 galões [9.751 litros] de insumos líquidos, 1.275 kg de insumos sólidos, fornos de micro-ondas, combustíveis, maquinário, equipamentos e outros materiais”, disse o General de Brigada do Exército da Colômbia Raúl Hernando Flórez Cuervo, comandante da Força-Tarefa Conjunta Omega, em um áudio divulgado pelo Comando Geral das Forças Militares no dia 23 de junho.

Guarda-costas colombianos confiscaram 901 quilos de cloridrato de cocaína no Oceano Pacífico. (Foto: Marinha Nacional da Colômbia)

No dia 19 de junho, em um posto de controle no estado de Huila, tropas do 27º Batalhão de Infantaria do Exército detectaram alterações no piso do trailer de um caminhão, onde encontraram quatro compartimentos com 258 kg de cloridrato de cocaína, informou o Comando Geral das Forças Militares da Colômbia em um comunicado, no dia 20 de junho.

Por outro lado, a Marinha da Colômbia informou sobre outra operação de interdição no Oceano Pacífico.

Cerca de uma tonelada de cocaína, pertencente ao Grupo Armado Organizado Residual Estrutura 30, foi confiscada no dia 17 de junho por Unidades da Marinha da Colômbia, quando Unidades de Guarda-Costas do Pacífico detectaram uma embarcação tipo lagosteira com três tripulantes, informou a Marinha da Colômbia em um comunicado à imprensa.

A operação, em conjunto com uma aeronave do 7º Comando Aéreo de Combate da Força Aérea Colombiana, permitiu a interceptação do barco a motor no setor de Boca de Chamuscado, Valle del Cauca, onde encontraram 901 kg de cloridrato de cocaína, acrescenta o comunicado.

Share