• Home »
  • Notícias »
  • Exército, Força Aérea e Marinha do Brasil auxiliam no combate à COVID-19

Exército, Força Aérea e Marinha do Brasil auxiliam no combate à COVID-19

Exército, Força Aérea e Marinha do Brasil auxiliam no combate à COVID-19

Por Marcos Ommati / Diálogo
março 27, 2020

O ministro da Defesa do Brasil, General de Exército da reserva Fernando Azevedo e Silva, garantiu em entrevista coletiva no Palácio do Planalto, no dia 18 de março, que a Marinha, o Exército e a Força Aérea Brasileira estarão à disposição da sociedade brasileira no enfretamento à COVID-19 (doença causada pelo coronavírus), podendo oferecer recursos operacionais e logísticos.

“Isso que está acontecendo é uma guerra. O inimigo é invisível, feroz e dedicado na ação. Quando tem uma guerra, os brasileiros podem contar com as Forças Armadas. Em todos os momentos delicados e importantes do Brasil, as Forças Armadas estiveram ao lado da nossa população e isso será feito mais uma vez”, afirmou.

O Gen Ex Fernando Azevedo determinou que fosse acionado um Gabinete de Crise, localizado no Centro de Operações Conjuntas do Ministério da Defesa. “Já estamos trabalhando nas possíveis ajudas e auxílios que as Forças Armadas podem e devem dar. Em relação a isso, receberemos as demandas através do Comitê de Crise. Temos várias possibilidades, particularmente na parte de logística e de condução de material. Em regiões como a Amazônia, de difícil acesso, nós temos meios para chegar lá”, disse.

Comandos Conjuntos
Os militares brasileiros estão de prontidão para o caso de serem chamados a colaborar nas ações de combate à pandemia. Para cobrir todo o território nacional, foram ativados 10 comandos conjuntos, além do Comando Aeroespacial, cujo funcionamento é permanente. Segundo uma nota divulgada pelo Ministério da Defesa, diversos municípios e estados já solicitaram apoio das Forças Armadas.

Unidades militares especializadas em Defesa Química, Biológica, Radiológica e Nuclear também poderão ser empregadas para a descontaminação de pessoal, ambientes e materiais. Os militares brasileiros poderão, ainda, apoiar nas triagens de indivíduos com suspeita de infecção, e encaminhá-los a hospitais ou postos de saúde.

As Forças Armadas também auxiliarão no controle de acesso a fronteiras e no apoio às ações do governo federal de controle de tripulantes e passageiros em aeroportos, portos e terminais. Há, ainda, a possibilidade da instalação, pelos militares, de hospitais de campanha. O apoio inicial consiste no empréstimo e montagem de barracas, que normalmente são utilizadas para abrigar militares em campanha, mas que agora servirão como ponto para triagem antes do acesso de pessoas possivelmente contaminadas com o coronavírus a hospitais e postos de saúde.

Nos próximos dias, novas ações das Forças Armadas do Brasil no combate à COVID-19 podem ser realizadas, como distribuição de água a famílias carentes, doação de sangue por militares voluntários e outras demandas vindas das secretarias de Defesa Civil dos diferentes estados.

Share