EUA enviam ajuda contra o coronavírus para as Américas Central e do Sul

EUA enviam ajuda contra o coronavírus para as Américas Central e do Sul

Por Noelani Kirschner/ShareAmerica
maio 13, 2020

O governo dos Estados Unidos está proporcionando milhões de dólares, bem como capacitação e suprimentos, para ajudar os países da América Central e da América do Sul a mitigar a disseminação da COVID-19, com um total de mais de US$ 73 milhões proporcionados ao hemisfério ocidental em resposta à pandemia.

Essas contribuições reforçarão a infraestrutura médica de cada país e ajudarão a garantir que cada um esteja equipado para lidar com possíveis surtos do vírus.

O governo dos EUA forneceu mais de US$ 11 milhões para países da América Central e mais de US$ 30 milhões para países da América do Sul.

O dinheiro será usado para aumentar o acesso à água potável, reforçar as capacidades dos laboratórios médicos e adquirir suprimentos para os hospitais. Em Honduras, por exemplo, a ajuda – fornecida através da Agência dos EUA para o Desenvolvimento Internacional (USAID, em inglês) – expandirá e melhorará as capacidades e os recursos para atendimento dos centros médicos.

Esse financiamento também ajudará os países a lidar com as muitas perturbações da vida diária causadas pelo coronavírus. A USAID está trabalhando com Honduras para continuar a educação dos estudantes durante o período de isolamento, impulsionar o setor privado durante a emergência e focar na recuperação econômica no período pós-isolamento.

Em 22 de abril, o secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, e o administrador interino da USAID John Barsa anunciaram fundos adicionais para enfrentar o coronavírus, que chegarão a países que ainda não receberam assistência. Dentre esses países estão Belize, Bolívia, Equador e Panamá.

Em outros lugares, os Estados Unidos estão doando suprimentos e infraestrutura médica para regiões que enfrentam escassez. No Uruguai, a Embaixada dos EUA doou leitos, macas e transdutores para escaneamento e intubação de vasos sanguíneos ao Sistema Nacional de Emergência do Uruguai.

O governo dos EUA e o Uruguai também realizaram uma videoconferência para compartilhar informações sobre a COVID-19, que incluiu representantes do Sistema Nacional de Emergência do Uruguai, do Ministério da Saúde Pública do Uruguai e da Guarda Nacional de Connecticut dos EUA.

“Os compromissos globais de saúde dos EUA permanecem tão firmes como sempre”, afirmou Pompeo, no dia 22 de abril.

Share