Estados Unidos fortalecem luta contra o narcotráfico no Panamá

Estados Unidos fortalecem luta contra o narcotráfico no Panamá

Por Lorena Baires/Diálogo
novembro 02, 2021

O Gabinete de Cooperação de Defesa dos EUA doou uma lancha de interdição e patrulhamento marítimo ao Ministério da Segurança Pública do Panamá, no dia 20 de setembro de 2021, para fortalecer a luta contra o narcotráfico do Serviço Nacional Aeronaval (SENAN) e do Centro Regional de Operações Aeronavais (CROAN).

A Embaixada dos EUA confirmou que a embarcação tipo Boston Whaler está avaliada em US$ 632.791 e inclui equipamentos de manutenção e adestramento para os membros do SENAN.

“O Panamá é líder regional em apreensões de drogas […] e os parabenizo por seus esforços. A cooperação aumenta sua capacidade para salvaguardar seu domínio marítimo. Ficamos felizes por apoiar suas operações com doações como essa”, disse Chris Bergaust, ministro conselheiro da Embaixada dos EUA.

Como parte da mesma doação, o Serviço Nacional de Fronteiras (SENAFRONT) informou que no dia 17 de setembro recebeu 15 veículos, incluindo duas ambulâncias. As unidades servirão para aumentar a operacionalidade da Força de Reação Imediata contra o Narcoterrorismo, unidade de elite de patrulhamento terrestre e fluvial.

No dia 1º de outubro de 2021, o SENAN informou sobre a apreensão de 3.200 kg de cocaína na Comarca de Guna Yala, no mar do Caribe. (Foto: Serviço Nacional Aeronaval do Panamá)

Resultados positivos

As autoridades panamenhas impediram a distribuição de 5.924 quilos de cocaína em sete operações, entre os dias 24 de setembro e 8 de outubro.

Em coordenação com o CROAN, o SENAN confirmou que no dia 8 de outubro apreenderam 600 kg de cocaína na província de Colón, em um navio mercante com destino a Roterdã, Países Baixos. Nesse mesmo dia, os militares confiscaram 269 kg de cocaína em uma lancha rápida com fundo duplo, no município de Guararé, no Oceano Pacífico.

No dia 1º de outubro, na Comarca de Guna Yala, no Mar do Caribe, os agentes aeronavais notificaram a apreensão de 3.200 kg de cocaína em uma lancha rápida com quatro tripulantes.

No dia 29 de setembro, o SENAN confirmou a apreensão de 263 kg de cocaína no terminal portuário da zona do Caribe, província de Colón. O carregamento vinha de Xangai, China, tendo a Guatemala como destino final. Nesse mesmo dia, o SENAFRONT confiscou 200 kg de cocaína em uma embarcação com dois homens que tentaram fugir em San Ignacio de Tupile, na Comarca de Guna Yala.

Nesse mesmo terminal portuário da zona do Caribe, o SENAN informou que no dia 28 de setembro foi realizado o confisco de 1.057 kg de cocaína de um navio mercante proveniente do Chile. A droga tinha como destino a França e a Bélgica.

As autoridades de segurança marítima do Panamá também confirmaram que no dia 24 de setembro apreenderam 335 kg de cocaína no nordeste da Isla del Rey, no Arquipélago de las Perlas. O SENAN informou que entre 1º de janeiro e 8 de outubro realizou 111 operações, nas quais apreendeu 59.406 kg de drogas.

Share