Estados Unidos anunciam nova operação antidrogas na América Latina e no Caribe

Estados Unidos anunciam nova operação antidrogas na América Latina e no Caribe

Por Geraldine Cook
abril 06, 2020

O presidente dos EUA Donald Trump, acompanhado por altas autoridades, incluindo Mark Esper, secretário de Defesa, e o General de Exército Mark Milley, chefe do Estado-Maior Conjunto dos EUA, anunciou uma nova e massiva “operação antidrogas” na região da América Latina e do Caribe.

“Enquanto as nações de todo o mundo se concentram na pandemia da COVID-19, existe uma ameaça crescente de que cartéis, criminosos, terroristas e outros agentes malignos tentem explorar a situação em benefício próprio”, disse o presidente Trump no dia 1º de abril. “Não podemos permitir que isso aconteça.”

O General de Exército Mark Milley, chefe do Estado-Maior Conjunto dos EUA, fala aos repórteres no Pentágono, Washington, D.C. (Foto: Lisa Ferdinando / Departamento de Defesa dos EUA)

O presidente anunciou que destroieres, navios de combate e aeronaves de vigilância e reconhecimento da Marinha, além de membros de uma Brigada de Assistência da Força de Segurança do Exército e Forças de Operações Especiais foram destacados na região para se juntarem às patrulhas antidrogas da Guarda-Costeira dos EUA, que já estavam na área.

“Em cooperação com 22 nações parceiras, o Comando Sul dos EUA aumentará a vigilância, a interrupção e a apreensão dos carregamentos de drogas e dará ainda mais apoio aos esforços de erradicação, que estão acontecendo nesse momento em ritmo recorde”, acrescentou o presidente Trump.

Essa nova operação vem sendo preparada há meses, mas se tornou mais urgente depois da acusação de Nicolás Maduro no dia 26 de março, pela qual foi anunciada uma recompensa de US$ 15 milhões por informações que levem à sua captura.

“O povo venezuelano continua a sofrer enormemente devido a Maduro e seu controle criminoso do país, e os narcotraficantes se estão aproveitando dessa anarquia”, disse Esper, após o anúncio do presidente.

“Agentes corruptos, como o regime ilegítimo de Maduro, contam com os lucros derivados da venda de narcóticos para se manter opressivamente no poder”, disse o secretário Esper, referindo-se à suposta cooperação de Maduro com os cartéis colombianos para enviar centenas de toneladas de cocaína e outras drogas para o norte, por vias aérea e marítima.

Ainda sobre a nova missão, o Gen Ex Milley disse que recebeu novos relatórios de inteligência mostrando que os cartéis de drogas viram no surto da COVID-19 uma oportunidade de enviar mais drogas para os Estados Unidos.

“Estamos em guerra com os terroristas, estamos em guerra com a COVID-19 e também estamos em guerra com os cartéis de drogas”, disse o Gen Ex Milley. “Assim são as Forças Armadas dos Estados Unidos. Vocês não entrarão neste país”, advertiu.

Share