Equador impede distribuição de mais de 12 toneladas de cocaína

Equador impede distribuição de mais de 12 toneladas de cocaína

Por Lorena Baires/Diálogo
novembro 10, 2021

Select Language

As forças de segurança do Equador apreenderam 12.722 quilos de cocaína em 10 operações realizadas entre os dias 2 e 17 de outubro de 2021. Cinco desses carregamentos estavam em contêineres destinados à Europa e à Ásia.

No dia 17 de outubro, a Polícia do Equador confirmou duas operações realizadas no Porto de Guayaquil, na província de Guayas. Na primeira, foram apreendidos 2.070 kg de cocaína entre um carregamento de latas, com destino à França. Na segunda apreensão, as autoridades portuárias encontraram 2.500 kg de cocaína em um contêiner com destino à Índia.

Nesse mesmo dia, a Polícia confirmou a apreensão de 1.500 kg de cocaína em um barco que navegava na altura da cidade de San Pablo Manta, na província de Manabí.

Na província de Guayas, a Polícia Nacional do Equador confirmou a apreensão, no dia 4 de outubro de 2021, de 3.000 kg de cocaína, na estrada que leva à localidade de Santa Clara de Daule. (Foto: Polícia Nacional do Equador)

No dia 14 de outubro, agentes da Unidade de Investigação Antidrogas encontraram 567 kg de cocaína durante uma inspeção no Porto de Águas Profundas de Posorja, em um contêiner com vários produtos de exportação.

No mesmo dia 14 de outubro, em Calacalí, província de Pichincha, a Polícia confiscou 453 kg de cocaína. O jornal El Comercio informou do Equador que o carregamento vinha da Colômbia em um caminhão e seria distribuído em Guayaquil.

No Porto de Guayaquil, no dia 12 de outubro, a Polícia apreendeu 132 kg de cocaína em duas operações, ocultos em dois contêineres com destino aos Países Baixos e à Antuérpia, na Bélgica.

No dia 4 de outubro, a Polícia confirmou a apreensão de 3.000 kg de cocaína na província de Guayas, em uma estrada que leva à localidade de Santa Clara de Daule. De acordo com o jornal equatoriano El Universo, a droga seria distribuída através dos portos de Guayaquil.

No dia 2 de outubro, a Polícia do Equador informou a apreensão no Porto de Guayaquil de 1.000 kg de cocaína, ocultos em um contêiner destinado à Bulgária. O cão farejador de drogas Zaira detectou o carregamento.

No mesmo dia 2 de outubro, o Coronel Manuel Gómez Herrera, do Exército do Equador, chefe da Investigação Antidrogas da Polícia Equatoriana, confirmou pelo Twitter a detenção de cinco criminosos que transportavam 1.500 kg de cocaína em uma embarcação. A apreensão foi possível com o auxílio da Guarda Costeira dos EUA, da Marinha do Equador e da Polícia da Colômbia.

Share