Equador apreende 4,5 toneladas de cocaína e recebe doações dos EUA

Equador apreende 4,5 toneladas de cocaína e recebe doações dos EUA

Por Julieta Pelcastre/Diálogo
maio 19, 2021

Após uma operação combinada entre a Marinha do Equador e uma aeronave P3C de exploração aeromarítima da Força-Tarefa Conjunta Interagencial Sul dos Estados Unidos (JIATF-Sul, em inglês), agentes da Guarda Costeira do Equador encontraram flutuando, no dia 12 de abril de 2021, a 130 milhas náuticas (240 quilômetros) do litoral da província de Manabí, 950 quilos de cocaína embalados em 813 pacotes, informou a Marinha no Twitter. A cocaína tinha como destino a Europa, disse a Polícia Nacional do Equador (PNE).

Em outras operações, durante uma inspeção pré-embarque, os oficiais antinarcóticos, com a ajuda de uma dupla de cães, conseguiram impedir, no dia 5 de abril, a saída de 1.846 kg de cocaína do porto marítimo de Guayaquil, que seriam enviados aos Países Baixos, disse a PNE.

No dia 4 de abril, também no porto marítimo de Guayaquil, a PNE informou que foram localizados 1.744 kg de cocaína em um contêiner destinado ao Reino Unido.

Setenta por cento da droga que sai do Equador para os Estados Unidos ou a Europa vai escondida em carregamentos que partem de Guayaquil, informou no dia 12 de abril o jornal digital equatoriano Primicias. O método de envio mais utilizado consiste em abrir os contêineres que estão prontos para serem embarcados e introduzir a droga sem que a companhia de navegação, o proprietário da carga ou os operadores tomem conhecimento do ilícito, ressaltou.

Apoio contínuo

Para fortalecer as capacidades para desarticular essas organizações criminosas transnacionais, o governo dos EUA, através do Departamento de Assuntos Internacionais contra o Narcotráfico e Aplicação da Lei (INL, em inglês) da Embaixada dos EUA no Equador, doou à PNE, no dia 8

Os Estados Unidos doaram à Polícia Nacional do Equador mais de US$ 2 milhões em cães, veículos, equipamentos táticos e de informática, no dia 8 de abril de 2021, em Quito. (Foto: Polícia Nacional do Equador)

de abril, 45 cães, 26 veículos e diversos equipamentos táticos e de informática, tudo avaliado em mais de US$ 2,1 milhões, informou a PNE. A doação foi feita na Unidade Nacional de Adestramento Canino, em Quito.

“Essa doação faz parte do apoio contínuo que os Estados Unidos oferecem ao governo nacional do Equador através de doações, assistência técnica, capacitações e reformas de infraestruturas, para avançar na luta conjunta contra o crime transnacional organizado, o narcotráfico, a violência e a insegurança que esses crimes disseminam”, disse na cerimônia Ory Abramowicz, diretor do INL da Embaixada.

No mesmo ato, o General de Exército Carlos Cabrera, subcomandante da PNE, agradeceu ao governo norte-americano pelo seu apoio permanente na luta contra o narcotráfico. “Graças a essas doações, em 2020 conseguimos apreender mais de 128.000 kg de drogas”, disse.

No dia 30 de março, as autoridades equatorianas divulgaram o início de uma iniciativa patrocinada pela Agência de Aduanas e Proteção Fronteiriça dos EUA para que portos e aeroportos equatorianos contem com nova tecnologia para o controle do narcotráfico, lavagem de dinheiro e contrabando, informou à imprensa o Ministério de Governo.

Share