El Salvador se lança contra o narcotráfico com ajuda do SOUTHCOM

El Salvador se lança contra o narcotráfico com ajuda do SOUTHCOM

Por Lorena Baires/Diálogo
agosto 25, 2021

O Comando Sul dos Estados Unidos (SOUTHCOM) entregou no dia 22 de julho de 2021 à Força Naval de El Salvador (FNES) uma embarcação de patrulha costeira tipo Metal Shark Defiant 85, na Base Naval de La Unión. A entrega foi possível graças ao Programa de Financiamento Militar no Exterior dos EUA, que apoia os países da América Central e do Caribe para combater as ameaças marítimas emergentes e o narcotráfico.

“Essa cerimônia e essa embarcação representam o investimento dos Estados Unidos e nossa parceria de longa data com nossos amigos de El Salvador”, disse durante a entrega o Almirante de Esquadra Craig S. Faller, da Marinha dos EUA, comandante do SOUTHCOM. “Esse investimento se baseia na confiança e na amizade construídas durante muito tempo.”

A embarcação de patrulha PM-15, entregue pelo SOUTHCOM no dia 22 de julho de 2021, na Base Naval de La Unión, foi integrado às operações antinarcóticas realizadas pela Força-Tarefa Naval Tridente, no litoral salvadorenho. (Foto: Força Armada de El Salvador)

A nova embarcação, denominada PM-15, é avaliada em US$ 5,2 milhões, informou a Embaixada dos EUA em El Salvador. Os Estados Unidos contribuíram com US$ 3,2 milhões e El Salvador com uma contrapartida de US$ 2 milhões, acrescentou.

Antes da doação, o SOUTHCOM treinou 10 tripulantes salvadorenhos para a operação da embarcação de patrulha, que se integrará à frota que apoia as operações contra o crime organizado transnacional, informou a Embaixada.

“Quando nós falamos da luta contra as ameaças transnacionais, não estamos mencionando apenas o fato de que combatemos o narcotráfico no país. Já demonstramos essa capacidade de contribuir para a luta contra esse flagelo que afeta a comunidade internacional, quando realizamos apreensões de drogas além das 200 milhas de nosso mar territorial”, disse o Vice-Almirante René Merino, da Força Naval, ministro da Defesa de El Salvador.

Resultados contundentes

Graças à cooperação e ao adestramento do SOUTHCOM, as autoridades salvadorenhas aumentaram suas interdições. No dia 31 de julho, a FNES apreendeu 1,4 tonelada de cocaína a 490 milhas náuticas do Porto de Acajutla, no estado de Sonsonate, informou a presidência da República em um comunicado. Essa foi a primeira vez em que confiscaram um carregamento importante a essa distância da costa.

Dois militares da Força-Tarefa Naval Tridente vigiam 1,4 tonelada de cocaína apreendida no dia 31 de julho de 2021, a 490 milhas náuticas do porto de Acajutla, no estado de Sonsonate. (Foto: Força Armada de El Salvador)

Em outra operação, no dia 25 de julho, os militares apreenderam 585 quilos de cocaína a 319 milhas náuticas do Porto de Acajutla. O confisco se concretizou graças a um alerta de inteligência e ao destacamento de cinco embarcações com apoio aéreo, segundo informou a Força Armada de El Salvador.

Em ambas as apreensões, a Divisão Antinarcóticos da Polícia Nacional Civil deteve os tripulantes das embarcações. De acordo com a Polícia, na primeira operação foram detidas seis pessoas: dois equatorianos, três mexicanos e um colombiano; e, na segunda operação, três pessoas: um colombiano e dois equatorianos, que serão entregues à justiça nas próximas semanas.

Share