Detido o indivíduo conhecido como Otoniel, o narcotraficante mais procurado na Colômbia

Detido o indivíduo conhecido como Otoniel, o narcotraficante mais procurado na Colômbia

Por Julieta Pelcastre/Diálogo
novembro 08, 2021

Select Language

Dairo Antonio Úsuga, conhecido como Otoniel, chefe do Clã do Golfo, foi detido no dia 23 de outubro de 2021, em Necoclí, Antióquia, em uma ação conjunta da Polícia Nacional e das Forças Armadas da Colômbia, informou o Comando Geral das Forças Militares da Colômbia em um comunicado.

Sua captura “é o mais duro golpe desferido contra o narcotráfico neste século em nosso país […], apenas comparável à queda de Pablo Escobar nos anos 1990”, disse o presidente Iván Duque no Twitter.

Vulgo Otoniel estava entre os mais procurados por narcotráfico, recrutamento e abuso de menores, declarou Duque. O governo da Colômbia oferecia uma recompensa de US$ 800.000 e os Estados Unidos US$ 5 milhões por informações que levassem à sua captura, informou o jornal El Colombiano.

Vulgo Otoniel traficava para os Estados Unidos e Europa 200 toneladas de cloridrato de cocaína por ano com o Clã do Golfo. (Foto: Comando Geral das Forças Militares da Colômbia)

A prisão do criminoso é o resultado do “trabalho de todas as forças […], mas também da cooperação entre agências de inteligência dos Estados Unidos e do Reino Unido, face à periculosidade internacional desse criminoso”, explicou Duque.

Elos de segurança

As autoridades colombianas foram descobrindo os elos de segurança e os corredores de mobilidade do indivíduo conhecido como Otoniel, para colocar-se estrategicamente no terreno, informou o General de Exército Luis Fernando Navarro, do Exército da Colômbia, comandante das Forças Militares da Colômbia.

“Foi utilizada a tecnologia de satélites com o apoio de agências norte-americanas e britânicas, com mais de 50 especialistas em inteligência de sinais em uma cobertura exata, para descobrir onde ele estava. Ele nunca entrava em casas, dormia em condições difíceis”, disse o Gen Ex Navarro. “O bandido nunca teve a oportunidade de se encontrar com suas redes de apoio, nem de sair da região”, declarou.

“Eles me enganaram”, disse vulgo Otoniel, ao ser capturado, informou o Ministério da Defesa, que acrescentou que vulgo Otoniel movimentava 200 toneladas de cloridrato de cocaína por ano com o Clã do Golfo, e é o assassino de mais de 200 oficiais da força pública.

Durante a operação, faleceu o 1º Tenente Edwin Guillermo Blanco, da Polícia da Colômbia, comandante do esquadrão móvel de Carabineiros, que confrontou os elos de segurança de vulgo Otoniel, informou o jornal colombiano El Espectador.

O Ministério da Defesa ressaltou em um comunicado do dia 24 de outubro que a força pública continuará desmantelando o Clã do Golfo e que irá atrás de Wilmer Quiroz, conhecido como Siopas, o segundo no comando do Clã do Golfo, e de Jesús Ávila Villadiego, conhecido como Chiquito Malo, seu ajudante.

Share