Polícia de Controle de Drogas da Costa Rica desmonta gangue do narcotráfico

Por Dialogo
março 12, 2015



A Polícia de Controle de Drogas da Costa Rica (PCD) capturou 10 supostos membros de uma gangue do narcotráfico que transportava 5 kg de maconha e 3 kg de cocaína por semana da Província de Limón, segundo o Ministério de Segurança Pública.

A polícia prendeu sete homens e três mulheres durante operações em nove propriedades em Barrio Quitno, Los Lírios e Limoncito, bairros de Limón.

Agentes da lei capturaram o suposto líder do grupo e um suspeito que, segundo a polícia, coletava dinheiro das vendas das drogas e estava a cargo da distribuição.

A Costa Rica extinguiu seu exército em 1948, deixando a PCD na liderança da luta antidrogas no país, enquanto sua Guarda Costeira ficou responsável pela proteção das águas. O país centro-americano surgiu como um ponto fundamental de transbordo do tráfico das drogas sul-americanas para os EUA e a Europa.

Em 2014, a PCD apreendeu sete toneladas de maconha prontas para a distribuição, erradicou 872.923 pés de maconha e confiscou mais de 26 toneladas de cocaína, número recorde para um ano. Em 2013, a PCD confiscou 21,8 toneladas de cocaína, segundo o Ministério de Segurança Pública.

Quase 90% da cocaína que chega aos Estados Unidos passa pelo México e pela América Central, de acordo com o Conselho Internacional de Controle de Narcóticos das Nações Unidas.

Colômbia: Chefe da 17ª Frente das FARC morre em operação militar


O líder da 17ª Frente das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (FARC) morreu recentemente em um tiroteio com a 9ª Brigada do Exército Nacional da Colômbia no Departamento de Huila, disse o Exército em nota à imprensa no dia 7 de março.

Os soldados mataram a tiros o líder das FARC Rafael Torres Morales, também conhecido como “Edwin Cacerolo”, e seu guarda-costas, não identificado. O tiroteio começou quando agentes das FARC atiraram nos soldados, que contra-atacaram em autodefesa.

Edwin Cacerolo era membro das FARC havia 30 anos. Ele era encarregado de coordenar vários ataques, inclusive um contra uma delegacia policial no Departamento de Huila que feriu dois soldados em 27 de fevereiro. O agente das FARC também organizava gangues de extorsão nos departamentos de Huila e Tolima, segundo o Exército.

Exército do México apreende mais de 6 t de maconha


Recentemente, o Exército do México apreendeu mais de 6 t de maconha em três operações distintas no estado de Tamaulipas, segundo a Secretaria de Defesa Nacional (SEDENA).

Os soldados realizaram o primeiro confisco às margens do Rio Grande, onde encontraram 146 pacotes com mais de 968 kg da droga.

Na segunda operação, os soldados desenterraram 468 pacotes com mais de 3 t de maconha escondidos em um buraco.

Já na terceira operação, as tropas apreenderam 305 pacotes com mais de 2 t de maconha encontrados enterrados em um terreno desocupado.

A SEDENA entregou as drogas à Procuradoria-Geral. A investigação para descobrir a que grupo elas pertenciam continua em andamento.


A Polícia de Controle de Drogas da Costa Rica (PCD) capturou 10 supostos membros de uma gangue do narcotráfico que transportava 5 kg de maconha e 3 kg de cocaína por semana da Província de Limón, segundo o Ministério de Segurança Pública.

A polícia prendeu sete homens e três mulheres durante operações em nove propriedades em Barrio Quitno, Los Lírios e Limoncito, bairros de Limón.

Agentes da lei capturaram o suposto líder do grupo e um suspeito que, segundo a polícia, coletava dinheiro das vendas das drogas e estava a cargo da distribuição.

A Costa Rica extinguiu seu exército em 1948, deixando a PCD na liderança da luta antidrogas no país, enquanto sua Guarda Costeira ficou responsável pela proteção das águas. O país centro-americano surgiu como um ponto fundamental de transbordo do tráfico das drogas sul-americanas para os EUA e a Europa.

Em 2014, a PCD apreendeu sete toneladas de maconha prontas para a distribuição, erradicou 872.923 pés de maconha e confiscou mais de 26 toneladas de cocaína, número recorde para um ano. Em 2013, a PCD confiscou 21,8 toneladas de cocaína, segundo o Ministério de Segurança Pública.

Quase 90% da cocaína que chega aos Estados Unidos passa pelo México e pela América Central, de acordo com o Conselho Internacional de Controle de Narcóticos das Nações Unidas.

Colômbia: Chefe da 17ª Frente das FARC morre em operação militar


O líder da 17ª Frente das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (FARC) morreu recentemente em um tiroteio com a 9ª Brigada do Exército Nacional da Colômbia no Departamento de Huila, disse o Exército em nota à imprensa no dia 7 de março.

Os soldados mataram a tiros o líder das FARC Rafael Torres Morales, também conhecido como “Edwin Cacerolo”, e seu guarda-costas, não identificado. O tiroteio começou quando agentes das FARC atiraram nos soldados, que contra-atacaram em autodefesa.

Edwin Cacerolo era membro das FARC havia 30 anos. Ele era encarregado de coordenar vários ataques, inclusive um contra uma delegacia policial no Departamento de Huila que feriu dois soldados em 27 de fevereiro. O agente das FARC também organizava gangues de extorsão nos departamentos de Huila e Tolima, segundo o Exército.

Exército do México apreende mais de 6 t de maconha


Recentemente, o Exército do México apreendeu mais de 6 t de maconha em três operações distintas no estado de Tamaulipas, segundo a Secretaria de Defesa Nacional (SEDENA).

Os soldados realizaram o primeiro confisco às margens do Rio Grande, onde encontraram 146 pacotes com mais de 968 kg da droga.

Na segunda operação, os soldados desenterraram 468 pacotes com mais de 3 t de maconha escondidos em um buraco.

Já na terceira operação, as tropas apreenderam 305 pacotes com mais de 2 t de maconha encontrados enterrados em um terreno desocupado.

A SEDENA entregou as drogas à Procuradoria-Geral. A investigação para descobrir a que grupo elas pertenciam continua em andamento.
Share