Exército Nacional da Colômbia apreende produtos químicos para produção de cocaína

Por Dialogo
fevereiro 19, 2015



Soldados da Força-Tarefa Apolo da Terceira Divisão do Exército apreenderam três toneladas de produtos químicos que poderiam produzir 5.000 kg de cocaína, junto com quatro suspeitos ligados ao material, informou o Exército Nacional da Colômbia em seu site em 16 de fevereiro.

Os soldados encontraram os produtos químicos em dois caminhões durante uma operação na região sul do estado de Valle del Cauca. Os veículos, que viajavam da cidade de Cali para o município de Jamundí, estavam transportando 500 kg de soda cáustica, 1.000 kg de cloreto de cálcio e 500 kg de metabissulfito de sódio, entre outros produtos químicos e equipamentos utilizados para produzir cocaína.

O Exército colombiano não divulgou a qual organização narcotraficante ou terrorista pertenciam os produtos químicos. As Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (FARC) e o Exército de Libertação Nacional (ELN) usam o tráfico de drogas para financiar suas atividades terroristas.

A operação bem-sucedida ocorreu menos de uma semana após a Terceira Divisão ter descoberto e desmantelado dois laboratórios de produção de cocaína.

Em uma dessas operações, Tropas da Força-Tarefa Pegaso confiscaram 18.265 litros de base de coca, 150 kg de folhas de coca e outros produtos em um local operado pela Frente Daniel Aldana das FARC no município de Tumaco, no estado de Nariño.

Em outra operação, soldados da Força-Tarefa Apolo descobriram um laboratório em Jamundí. A instalação continha 908 litros de folhas de coca que estavam sendo transformados em cocaína e 25 kg de ureia (um ingrediente usado na produção de cocaína a partir da folha de coca), entre outros produtos. O Exército não divulgou a organização que supostamente operava o laboratório ou se foram capturados suspeitos.

O Exército erradicou 500 mil pés de coca e destruiu 19 laboratórios clandestinos de produção de drogas em Jamundí desde o início do ano.


Soldados da Força-Tarefa Apolo da Terceira Divisão do Exército apreenderam três toneladas de produtos químicos que poderiam produzir 5.000 kg de cocaína, junto com quatro suspeitos ligados ao material, informou o Exército Nacional da Colômbia em seu site em 16 de fevereiro.

Os soldados encontraram os produtos químicos em dois caminhões durante uma operação na região sul do estado de Valle del Cauca. Os veículos, que viajavam da cidade de Cali para o município de Jamundí, estavam transportando 500 kg de soda cáustica, 1.000 kg de cloreto de cálcio e 500 kg de metabissulfito de sódio, entre outros produtos químicos e equipamentos utilizados para produzir cocaína.

O Exército colombiano não divulgou a qual organização narcotraficante ou terrorista pertenciam os produtos químicos. As Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (FARC) e o Exército de Libertação Nacional (ELN) usam o tráfico de drogas para financiar suas atividades terroristas.

A operação bem-sucedida ocorreu menos de uma semana após a Terceira Divisão ter descoberto e desmantelado dois laboratórios de produção de cocaína.

Em uma dessas operações, Tropas da Força-Tarefa Pegaso confiscaram 18.265 litros de base de coca, 150 kg de folhas de coca e outros produtos em um local operado pela Frente Daniel Aldana das FARC no município de Tumaco, no estado de Nariño.

Em outra operação, soldados da Força-Tarefa Apolo descobriram um laboratório em Jamundí. A instalação continha 908 litros de folhas de coca que estavam sendo transformados em cocaína e 25 kg de ureia (um ingrediente usado na produção de cocaína a partir da folha de coca), entre outros produtos. O Exército não divulgou a organização que supostamente operava o laboratório ou se foram capturados suspeitos.

O Exército erradicou 500 mil pés de coca e destruiu 19 laboratórios clandestinos de produção de drogas em Jamundí desde o início do ano.
Share