Colombiano é extraditado para o Equador por lavagem de dinheiro

Por Dialogo
julho 16, 2013


Um colombiano foi extraditado por seu país para Quito, onde deverá cumprir pena de 12 anos de prisão pelo crime de lavagem de dinheiro, informou no dia 15 de julho o Ministério do Interior equatoriano.

Em fevereiro de 2008 a justiça ditou a sentença contra o estrangeiro, identificado como Andrés P. C., de 31 anos, por ele não ter conseguido justificar a procedência de seus bens no Equador, os quais constavam em seu nome e foram confiscados, informou um comunicado da instituição.

“Os bens em questão foram transferidos por seu pai, Hernán P. C., que atualmente se encontra detido em uma carceragem dos Estados Unidos pelo crime de narcotráfico. Ao tomar conhecimento da extradição de seu pai para a América do Norte, Andrés P. C. fugiu do país”, acrescentou o documento.

O acusado de lavagem de ativos foi detido em junho de 2012 na Colômbia, cuja justiça autorizou sua extradição em fevereiro passado.

Em agosto de 2006, o Equador desarticulou uma organização dedicada à lavagem de dinheiro liderada por Hernán P. C. O dinheiro chegava através de empresas panamenhas, de acordo com o ministério.

Depois dessa operação, Chile, Colômbia, Argentina, Panamá e Estados Unidos iniciaram ações penais contra a organização.



Share