Exército da Colômbia captura suposto líder de alto escalão do Clã Úsuga

Por Dialogo
março 06, 2015



O Exército Nacional da Colômbia juntou-se à Seccional de Investigação Criminal (SIJIN) da Direção de Investigação Judicial da polícia no Departamento de Bolívar para capturar o suposto líder dos Heróis do Bloco Sul do Clã Úsuga, informou o Exército em seu site em 2 de março.

Oficiais do Batalhão de Infantaria Mecanizado Nº 4 General Antonio Nariño, da Segunda Brigada, e da SIJIN capturaram o suspeito no Departamento de Bolívar, encerrando 15 dias de operações militares na área. O suposto líder do Clã Úsuga é suspeito de homicídios, extorsões e roubos nos municípios de Achi, Montecristo e Tiquisio, no sul de Bolívar.

“O Batalhão Nariño continuará suas operações de controle territorial para fornecer aos moradores de 14 municípios no sul de Bolívar que pertencem à jurisdição do batalhão a tranquilidade que há muito tempo esperam”, disse o Tenente-Coronel do Exército David Navia, comandante do batalhão.

O Clã Úsuga é uma das maiores organizações de narcotráfico da Colômbia e está envolvido na venda de drogas para o Cartel de Sinaloa e o Los Zetas, duas organizações criminosas transnacionais do México que traficam drogas através da América Central para os Estados Unidos. Cerca de 90% da cocaína que chega aos Estados Unidos passa pelo México e pela América Central, segundo o Conselho Internacional de Controle de Narcóticos da Organização das Nações Unidas.

FELCN da Bolívia apreende cerca de 27 t de folhas de coca prensadas que seguiam para o Líbano


A Força Especial de Luta Contra Narcóticos da Bolívia (FELCN) apreendeu cerca de 27 t de folhas de coca prensadas camufladas para parecerem folhas de erva-mate.

Agentes da FELCN aprenderam as folhas de coca em 27 de fevereiro em uma casa no Departamento de Santa Cruz. Agentes da lei também prenderam dois bolivianos ligados ao incidente. Eles estimaram o valor das folhas apreendidas em US$ 350.000 (R$ 1,46 milhão). No entanto, as folhas poderiam ser usadas para produzir 100 kg de cocaína que valeriam até US$ 90 milhões (R$ 269 milhões), segundo o ministro de Interior boliviano, Hugo Moldiz.

A apreensão seria a primeira em que as forças de segurança bolivianas teriam confiscado folhas de coca que os narcotraficantes enviariam ao exterior. Autoridades suspeitam que os traficantes planejavam enviar os pacotes para o Chile e, depois, para o Líbano.

Folhas de coca prensadas se parecem muito com a erva-mate, e os suspeitos tentaram se aproveitar disso pegando pacotes com folhas e caules de erva-mate, removendo o conteúdo e depois substituindo-o por folhas de coca prensadas.

“Isso gera lucros maiores porque requer um capital mínimo e a lucratividade é alta”, disse Moldiz. “Isso demostra as metodologias renovadas utilizadas por narcotraficantes para burlar as forças de controle antidrogas.”

A Bolívia permite o cultivo legal de coca em quantidades limitadas. As folhas são usadas em chás, remédios e determinadas comidas, além de rituais religiosos andinos. No entanto, o grande propósito das folhas de coca trituradas seria sua preparação para a produção de cocaína.


O Exército Nacional da Colômbia juntou-se à Seccional de Investigação Criminal (SIJIN) da Direção de Investigação Judicial da polícia no Departamento de Bolívar para capturar o suposto líder dos Heróis do Bloco Sul do Clã Úsuga, informou o Exército em seu site em 2 de março.

Oficiais do Batalhão de Infantaria Mecanizado Nº 4 General Antonio Nariño, da Segunda Brigada, e da SIJIN capturaram o suspeito no Departamento de Bolívar, encerrando 15 dias de operações militares na área. O suposto líder do Clã Úsuga é suspeito de homicídios, extorsões e roubos nos municípios de Achi, Montecristo e Tiquisio, no sul de Bolívar.

“O Batalhão Nariño continuará suas operações de controle territorial para fornecer aos moradores de 14 municípios no sul de Bolívar que pertencem à jurisdição do batalhão a tranquilidade que há muito tempo esperam”, disse o Tenente-Coronel do Exército David Navia, comandante do batalhão.

O Clã Úsuga é uma das maiores organizações de narcotráfico da Colômbia e está envolvido na venda de drogas para o Cartel de Sinaloa e o Los Zetas, duas organizações criminosas transnacionais do México que traficam drogas através da América Central para os Estados Unidos. Cerca de 90% da cocaína que chega aos Estados Unidos passa pelo México e pela América Central, segundo o Conselho Internacional de Controle de Narcóticos da Organização das Nações Unidas.

FELCN da Bolívia apreende cerca de 27 t de folhas de coca prensadas que seguiam para o Líbano


A Força Especial de Luta Contra Narcóticos da Bolívia (FELCN) apreendeu cerca de 27 t de folhas de coca prensadas camufladas para parecerem folhas de erva-mate.

Agentes da FELCN aprenderam as folhas de coca em 27 de fevereiro em uma casa no Departamento de Santa Cruz. Agentes da lei também prenderam dois bolivianos ligados ao incidente. Eles estimaram o valor das folhas apreendidas em US$ 350.000 (R$ 1,46 milhão). No entanto, as folhas poderiam ser usadas para produzir 100 kg de cocaína que valeriam até US$ 90 milhões (R$ 269 milhões), segundo o ministro de Interior boliviano, Hugo Moldiz.

A apreensão seria a primeira em que as forças de segurança bolivianas teriam confiscado folhas de coca que os narcotraficantes enviariam ao exterior. Autoridades suspeitam que os traficantes planejavam enviar os pacotes para o Chile e, depois, para o Líbano.

Folhas de coca prensadas se parecem muito com a erva-mate, e os suspeitos tentaram se aproveitar disso pegando pacotes com folhas e caules de erva-mate, removendo o conteúdo e depois substituindo-o por folhas de coca prensadas.

“Isso gera lucros maiores porque requer um capital mínimo e a lucratividade é alta”, disse Moldiz. “Isso demostra as metodologias renovadas utilizadas por narcotraficantes para burlar as forças de controle antidrogas.”

A Bolívia permite o cultivo legal de coca em quantidades limitadas. As folhas são usadas em chás, remédios e determinadas comidas, além de rituais religiosos andinos. No entanto, o grande propósito das folhas de coca trituradas seria sua preparação para a produção de cocaína.
Share