Desmanchada rede que controlava o microtráfico no eixo cafeeiro

Por Dialogo
setembro 17, 2013

A Polícia Nacional da Colômbia, em coordenação com a Promotoria Geral da nação, desarticulou uma rede criminosa que controlava grande parte do microtráfico e a extorsão no eixo cafeeiro.



As investigações possibilitaram a localização e posterior captura de 18 integrantes da quadrilha criminosa, além de revelar a participação de outros cinco homens que praticavam ações delitivas a partir de diversos centros penitenciários.



Os capturados pertenciam à quadrilha criminosa La Cordillera, formada por ex-integrantes do já desmobilizado Bloco Central Bolívar das Autodefesas, estrutura comandada por Carlos Mario Jiménez, vulgo ‘Macaco’, extraditado para os Estados Unidos.



Atualmente o grupo criminoso travava uma luta de morte contra Los Urabeños e Los Rastrojos pelo domínio do comércio de entorpecentes, especialmente nos municípios de Pereira, Virginia, La Celia e Apís, no estado de Risaralda; Cartago, El Águila, Villanueva e Restrepo, no Valle; e ainda Belalcazar, no estado de Caldas.



Os criminosos capturados constam como os eventuais responsáveis pela prática de homicídios seletivos, tráfico de entorpecentes em pequenas quantidades e extorsões no eixo cafeeiro, com a utilização de armas de curto e longo alcance.



As investigações conseguiram descobrir que a estrutura criminosa chegou a fazer parte da rede de distribuição de drogas em Bogotá, após um acordo feito com Rigoberto Arias Castrillón, vulgo ‘Rigo’, líder máximo das máfias do Bronx que foi capturado no mês de abril passado, na Venezuela, durante uma operação coordenada com as autoridades do país vizinho.






Share