Capturadas onze pessoas ligadas a “Barbie”, o rei das drogas mexicano

Por Dialogo
setembro 02, 2010

Autoridades colombianas realizaram operações em cinco diferentes cidades, resultando na prisão de 11 pessoas ligadas ao rei das drogas mexicano, Edgar Valdez Villareal, vulgo “Barbie”, em 30 de agosto.

A Operação Golfo, com duração de 18 meses, para capturar os aliados do rei das drogas mexicano na Colômbia, divulgou informações de que os citados criminosos enviavam carregamentos mensais de alucinógenos para a Costa Rica e de cocaína para outros países da América Central e México desde 2003, segundo relatoria da EFE. Eles usavam lanchas e navios de carga para esse transporte.

Um dos onze presos foi o mexicano Julio César Piña Soberanís, supostamente o representante pessoal de Barbie no país sul-americano, informou a BBC Mundo. “Julio” foi preso na região cafeeira de Pereira, onde há um grande número de traficantes de drogas.

Ao mesmo tempo, em Bogotá, forças de segurança prenderam Denis Alvarino Gómez, conhecido como “El Negrito” e que, de acordo com a polícia, tem ligações com Luis Carlos Neiva, líder da 30ª frente das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc), informou a BBC Mundo.

As detenções aconteceram um dia depois que Barbie, um dos principais candidatos à liderança do cartel Beltrán Leyva e que é ainda um dos mais procurados criminosos do México, foi preso também naquele país. Valdez Villareal, nascido no Texas, é o líder suspeito de traficar uma tonelada de cocaína por mês e é também acusado por dezenas de delitos, concluiu a EFE.





Share