Colômbia captura o indivíduo conhecido como Camilo 40, líder de Los Contadores

Colômbia captura o indivíduo conhecido como Camilo 40, líder de Los Contadores

Por Julieta Pelcastre/Diálogo
setembro 27, 2021

O Exército Nacional da Colômbia, em coordenação com a Procuradoria da Nação, deteve Mario Mauricio Morán, conhecido como Camilo 40, chefe do grupo criminoso Los Contadores, uma estrutura dissidente das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (FARC). A captura ocorreu no dia 3 de setembro de 2021, em Valle del Cauca, informou a Procuradoria em um comunicado.

De acordo com o Exército, a prisão do líder neutraliza o comando, o controle e a expansão das rotas do narcotráfico no oeste do país. Camilo 40 controlava os corredores estratégicos para o litoral Pacífico e comercializava cloridrato de cocaína na cordilheira ocidental, acrescentou.

“Esse golpe contundente tem um profundo impacto nas […] intenções de expansão de Los Contadores e do indivíduo conhecido como Camilo 40, para controlar os cultivos ilícitos e o narcotráfico na costa do Pacífico de Nariño”, disse à imprensa o ministro da Defesa da Colômbia, Diego Molano.

O Comando Geral das Forças Militares da Colômbia anunciou, no dia 9 de setembro de 2021, que continua sua ofensiva contra o narcotráfico e as dissidências das FARC. (Foto: Comando Geral das Forças Militares da Colômbia)

Tumaco é o principal porto de exportação de entorpecentes de Nariño; “estima-se que por seus estuários saiam aproximadamente 300 toneladas de folha de coca por ano, o que equivale a 80 por cento de tudo o que é produzido na Colômbia”, atividade controlada pelas dissidências das FARC e pelo Exército de Libertação Nacional, informou o site colombiano Crudo Transparente. A partir dali, Los Contadores transportam a droga para a América Central e os Estados Unidos, segundo o jornal colombiano El Tiempo.

Terror em Nariño

Los Contadores são impiedosos como os paramilitares nos piores anos do conflito, informou a revista colombiana Semana. A “estrutura sangrenta” foi criada por José Albeiro Arrigui, conhecido como Contador, um narcotraficante sanguinário capturado em fevereiro de 2020 em Caquetá, ficando Camilo 40 no comando da quadrilha.

Camilo 40 é responsável por diversos homicídios coletivos nas zonas do Pacífico, “que espalharam terror entre os trabalhadores rurais e as comunidades afrocolombianas”, disse Molano.

Além disso, o criminoso causou o deslocamento dos habitantes de Sabaleta, Tumaco, devido às disputas pelo controle desses territórios contra a estrutura Oliver Sinisterra, das dissidências das FARC, em julho de 2021, acrescentou o Exército. Calcula-se que pelo menos “12.000 pessoas tenham sido desalojadas”, afirmou Molano.

A Procuradoria acrescentou que vulgo Camilo 40 havia ordenado o assassinato do líder comunitário e governador indígena Rodrigo Salazar Quiñones, no dia 9 de julho de 2020, em Tumaco.

Share